FLAK é um músico e produtor que fundou bandas como Rádio Macau e Micro Audio Waves e que conta com uma carreira de mais de 35 anos. Está de volta com um novo disco a solo chamado “Cidade Fantástica” – o último disco a ser gravado no agora extinto Estúdio do Olival onde, ao longo de 30 anos, FLAK gravou e produziu largas dezenas de discos, entre eles de Rádio Macau, Jorge Palma (incluindo o disco de platina “Voo Noturno”), Entre Aspas, GNR, Micro Audio Waves (incluindo “No Waves”, considerado um dos discos mais excitantes do ano pelo lendário John Peel da BBC Radio One), entre muitos outros.

Em 2017, FLAK uniu forças com Benjamim (Luís Nunes, também ele músico e produtor), tendo em vista a gravação dum sucessor do há muito esgotado álbum a solo (homónimo) lançado por FLAK em 1998, cuja versão remasterizada chegará no final do verão às plataformas digitais.

“Cidade Fantástica” já está à venda nas lojas e será apresentado ao vivo no Teatro-Cine de Torres Vedras a 6 de Outubro e no Teatro Ibérico, em Lisboa, a 8 e 9 de Novembro.

Quanto à sua seleção de 10 músicas de autores portugueses Flak diz que: “É uma lista de canções de que gosto e ouvi separadas no tempo por muitos anos”.

Estas são as 10 escolhas da música portuguesa que o Flak partilhou connosco:

Sergio Godinho, Romance de um dia na estrada
José Afonso, Senhor Arcanjo
José Mário Branco, Cantiga da velha mãe
GAC, Ir e vir
Jorge Palma, Vem chuva vem
Fausto, O Mar
Quinteto Tati, Valsa quase anti depressiva
B Fachada, Como Calha
Benjamim, Disparar
Cachupa Psicadélica, 3/4 de Bô

Fotografia de Vitorino Coragem

Se queres ouvir mais Mesclas da Semana clica aqui.