Nascida em Barcelos em 1989, Graciela Coelho estudou piano clássico, canto e formação musical até ao final da adolescência. Concluiu a licenciatura em Design Gráfico, atividade que exerce desde 2010 em paralelo à de música do projeto Dear Telephone, lugar de exploração da sua faceta de cantora, teclista e compositora de canções. Com 3 álbuns editados (Birth of a Robot – 2011, Taxi Ballad – 2013 e Cut – 2017), a banda prepara-se para editar o seu 4º longa duração em 2021. A partir de 2011 inicia uma série prolífera de colaborações com outras bandas e autores: em estúdio com We Trust, White Haus e Cavalheiro; ao vivo na formação de PZ (2015 – 2017) e White Haus (desde 2013). Participou ainda como convidada em espetáculos de projetos como Sensible Soccers e Um Zero Amarelo.

Em 2021, concorreu no Festival da Canção com a canção "A Vida Sem Acontecer", com música e letra de João Vieira.

Esta é a lista de 10 músicas de autores portugueses que partilhou connosco:

"Barcelona", Mão Morta
"Bandido Velho", Allen Halloween
"Coisas Bunitas", Sara Tavares
"Como Seria", Dino D’Santiago
"Blu Terra", Carlos Maria Trindade / Nuno Canavarro
"Farra Lenta", Sensible Soccers
"Prognósticos", B Fachada
"A Charm", Old Jerusalem
"Tarab", Danças Ocultas
"Dança dos Pássaros", António Pinho Vargas
O Festival da Canção, mais do que um concurso, é uma celebração da música portuguesa e dos seus autores, por isso, desafiámos os talentosos participantes da edição de 2021 a partilharem connosco as suas 10 músicas nacionais preferidas. Todas as segundas sintoniza no site Gerador e descobre as Mesclas Especiais Festival da Canção 2021, aqui.
Fotografia de Miguel Flor


gerador-mescla