Mai Kino é o alter-ego que a portuguesa Catarina Moreno, que reside e cria em Londres, adotou para explorar o som. Não só de músicas são feitas as suas explorações, mas também na área da dança ou vídeo. Começou por partilhar algumas das suas canções na internet, mas foi com o lançamento do seu primeiro EP que tudo mudou.

Mai Kino chamou a atenção de vários blogues internacionais depois de ter editado o EP “The Waves”, produzido em sessão com Luke Smith (Foals, Petite Noir, Depeche Mode). Em 2018, Mai Kino prepara-se para lançar um novo EP, tendo já lançado o primeiro single “Young Love”. No dia 19 de Janeiro a artista vai atuar no CCB – Centro Cultural de Belém.

Estas são as 10 escolhas da música portuguesa que a Mai partilhou connosco:

Manuel Mota, Núcleo do Dia OUVE AQUI

Minimalismo cinematográfico. Lembra-me John Cage.

Norberto Lobo,  Ayrton Senna

Conheci a música do Manuel Mota e Norberto Lobo num concerto que deram no Cafe Oto (Londres) há 10 anos. Os concertos do Norberto são sempre uma viagem interior.

Dead Combo, Quando a Alma Não é Pequena

<3

Carlos Paredes, Verdes Anos

Das coisas mais bonitas que já ouvi.

Surma, Maasai

Atmosfera.

Nui Blanc, Broken

Novo artista experimental também a viver em Londres com quem estou a colaborar de momento e que co-produziu o meu novo single, Young Love.

Pega Monstro, És tudo o que eu queria

Acho que é a simplicidade que me toca.

Cassete Pirata, Outra Vez

Ouvi esta canção pela primeira vez na rádio a caminho do aeroporto. Fez-me lembrar algo antigo e novo ao mesmo tempo.

Rui da Silva, Touch me

Rebentou com os U.K. charts há quase 20 anos e ainda é um clássico nas noites Londrinas.

Branko ft Princess Nokia, Take Off

Dançar.


Se queres ouvir mais Mesclas da Semana clica aqui.