Nascida em Lisboa, Sallim, ou Francisca Salema, vive entre o litoral e a cidade. A sua música evoca as viagens de comboio diárias ao longo do rio e o sentimento transitório que oscila entre a tradição local e a música popular do mundo. De voz brilhante e clara, Sallim compartilha a busca constante pelo seu lugar no mundo, através de letras melancólicas e harmonias suaves. Com vários discos lançados pela editora independente Cafetra Records, o mais recente, A ver o que acontece, de 2019, vai mostrando mais da sua relação com a música pop, que captura imediatamente a mente de quem ouve.

A aldeia de Cem Soldos, no concelho de Tomar, volta a receber, de 8 a 11 de agosto, mais uma edição do Festival Bons Sons. É neste festival que vais poder ver um concerto da Sallim, no dia 9 de agosto, no palco Giacometti-Inatel. Mas para já fica com a sua seleção de 10 músicas de autores portugueses:

Zeca Afonso, No Comboio Descendente

Descoberta recente, esta é uma das muitas canções lindas do Zeca, na cadência da viagem de comboio que descreve, a passar pela Cruz-Quebrada, lugar onde moro desde pequenina!

Amália, Entrei Na Vida a Cantar

Apesar de não ser ouvinte regular de fado, a Amália é uma voz que me acompanha desde a infância, aos 5 anos cantava de cor os seus fados, que muitas vezes já me fizeram chorar, tal como ela diz que chora quando canta de tanto sentimento, neste bonito fado escrito por ela.

B Fachada, Anda Que Está Dura

Oiço esta canção desde 2009, quando saiu o Viola Braguesa original (esta é a versão regravada da edição do décimo aniversário). Adoro ambas e adoro o B, que admiro desde que comecei a ouvi-lo e com quem já aprendi muito. Costumava escrever as letras dele nos meus cadernos e diários, sem imaginar que um dia faria as minhas próprias canções e muito menos que iria tocá-las ao vivo com ele!

Pega Monstro, Fado da Estrela do Ouro

É muito difícil escolher uma canção das Pega Monstro porque gosto de todas, e até posso dizer que são a minha banda preferida, cuja música muito me influencia. Agora a Maria está prestes a lançar o seu álbum a solo, que também vai ser incrível. Esta música é linda e triste e o vídeo também, feito pelo Lourenço, que vem a seguir.

Lourenço Crespo, Novo Par

Esta foi a primeira canção que alguém já escreveu sobre mim mas não é só por isso que gosto dela! O Lourenço sabe sempre o que é preciso dar às canções para que existam e tenho muita sorte em tê-lo ao meu lado. Agora está a preparar o seu novo álbum a solo, depois de me ter ajudado a fazer o meu e de ter lançado o de Iguanas, que já vão aparecer mais à frente.

Jewels, Luto Pelo Qu’Eu Faço OUVE AQUI

A Júlia também foi fazendo umas canções só dela e esta tinha de estar aqui.

Éme, Puxa a Patinha

A primeira versão desta canção saiu no mesmo EP da anterior mas fica aqui a do Domingo À Tarde, grande disco que tem crescido em mim, com excelsa banda e produção impecável (na minha opinião, underrated) do meu amigo Éme. Quem não gosta deste som, tem de ouvir melhor!

Kridinhux, Eu e Tu

Existe alguma canção de amor em PT melhor do que esta..?

Iguanas, Leio

Mais uma vez é complicado escolher apenas uma música de um disco repleto de hits intemporais! Esta se calhar nem é a melhor (são tantas!) mas é a minha preferida.

Moxila, Nuvens Cor de Rosa

Esta musiquinha da Moxila é tão lila como os seus desenhos e aconchega bem em qualquer momento.

Fotografia de Sara Graça
O Gerador é parceiro do festival Bons Sons

Se queres ouvir mais Mesclas da Semana, clica aqui.