A União das Tribos é a banda de rock composta por António Côrte-Real (guitarra); Marco Cesário (bateria); Donovan Bettencourt (baixo) e Mauro Carmo (voz).

Foi no dia 6 de dezembro que editaram o EP da União das Tribos intitulado “Ao Vivo no Paradise Garage”. Este EP é o primeiro de uma trilogia de discos ao vivo que a banda irá editar este ano. As canções deste EP foram captadas no concerto que a banda deu no Paradise Garage, em Lisboa, no dia 02 de Junho de 2016, com a banda dinamarquesa D.A.D. No Paradise Garage, a banda salienta os momentos de proximidade com o público que estes concertos em clube tornam possível. “Uma energia única de comunhão entre a banda e os nossos fãs”, diz António Corte-Real. Um registo para a história da banda e para os arquivos do rock em Portugal.

As canções “As Pedras que Nunca Pisei”; “A Razão de Acreditar”; “Viver Assim”; “Caminhar Sem Vaguear”; Só Eu Sei Porquê”; “Canção de Engate” e “Rockin in a Free World” espelham os melhores momentos da banda neste espetáculo no Paradise Garage. A trilogia Ao Vivo, ficará completa com mais dois lançamentos agendados para setembro e dezembro de 2019, respetivamente.

Esta Mescla chegou-nos pelas mãos do António Côrte-Real, em representação da União das Tribos que nos disse: “entre consagrados e bandas de gerações mais recentes, seguem dez canções que são importantes para a União das Tribos.”

Estas são as 10 escolhas da música portuguesa que ele partilhou connosco:

Da Weasel, “Tás na Boa”
The Legendary Tigerman, “Motorcycle Boy”
Rui Veloso, “Todo o Tempo do Mundo”
Frankie Chavez, “My Religion”
Samuel Úria, “Dou-me Corda”
UHF, “Cavalos de Corrida”
Sérgio Godinho, “Domingo no Mundo”
Xutos & Pontapés, “À Minha Maneira”
António Variações, “Muda de Vida”
GNR, “Sexta-feira”

Fotografia de Rui M. Leal

Se queres ouvir mais Mesclas da Semana, clica aqui.