A edição deste ano do MIMO Festival Amarante, que decorre entre os dias 26 e 28 de julho, anuncia pelo primeiro ano a entrega do Prémio MIMO de Música.

O festival que celebra a diversidade musical tanto no Brasil como em Portugal, leva este ano a Amarante, o músico do Mali Salif Keita, o rapper brasileiro Criolo e ainda a cabo-verdiana Mayra Andrade, aposta também nas artes com a mostra “Abstração. Arte Partilhada Coleção Millenium BCP”, composta por mais de 30 obras de 18 autores nacionais e internacionais.

No âmbito uma intensa aposta cultura, com o intuito de valorizar a criação artística musical, desde composição a técnica, originalidade a estética, o Prémio MIMO foi criado para destacar e reconhecer o talento nacional. “O Prémio MIMO de Música vem reconhecer artistas da nova geração da música portuguesa e premiar a produção contemporânea de qualidade. Não se trata de um concurso de novas bandas. O objetivo deste prémio é reconhecer e dar mais visibilidade a trabalhos que podem já estar no mercado, mas também ajudar a catapultar os novos talentos em Portugal e no Brasil”, afirma Lu Araújo, fundadora e diretora do MIMO Festival.

O Prémio MIMO de Música divide-se em duas categorias: Música Popular, para artistas e grupos de todos os tipos de criação musical que envolva a utilização da voz, e a categoria Música Instrumental, para artistas e grupos de todo o tipo de criação musical feita por instrumentos musicais, programações eletrónicas e outros.

As inscrições estão abertas até dia 7 de julho, a votação online decorrerá de 11 a 20 de julho e o anúncio do vencedor será no dia 21 de julho. Após a submissão dos trabalhos no site oficial do MIMO, os artistas serão avaliadores por personalidades da música e pela diretoria do festival que selecionará os seis melhores para depois serem considerados pelo Voto Popular, através da votação pública.

Em jogo está um lugar no palco principal do MIMO Festival Amarante, no Parque Ribeirinho, e um convite na programação do MIMO Festival Brasil, no Rio de Janeiro ou em São Paulo.

A gravação e edição de um EP, com seis faixas, a ser lançado por uma das parceiras, a Valentim de Carvalho, será atribuída ao Artista Revelação.

Para além do regulamento do prémio, a inscrição é efetuada no site do MIMO Festival.

Texto de Rita Matias dos Santos
Fotografia de Jens Johnsson via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.