De 20 a 31 de março, Lisboa volta a acolher mais uma edição da Monstra - Festival de Animação de Lisboa, que nesta 18.ª edição apresenta mais de 550 filmes, oriundos de 50 países distintos.

Na edição deste ano, o festival vai homenagear o cinema de animação do Canadá, estando por isso programadas 15 sessões de filmes deste país, com retrospetivas a trabalhos de realizadores como Norman Mclaren,  Frédéric Back, Caroline Leaf e uma grande retrospetiva ao National Film Board of Canada, a grande produtora de cinema independente canadiana que este ano completa 80 anos de existência. Homenageado será também o realizador japonês Satoshi Kon, que em 2010 faleceu com 46 anos. No festival serão exibidas as suas 4 longas-metragens, produzidas entre 1997 e 2006.

A competição internacional de longas-metragens será composta por 7 filmes, 6 dos quais são estreias nacionais. Além disso, a Monstra conta ainda com as secções competitivas de Curtas-metragens, filmes de Estudantes, Curtíssimas (filmes até 2 minutos) e Monstrinha, a secção do Festival dedicada ao público mais novo.

Em 2019, a Monstra tem também programado uma retrospetiva dedicada à banda desenhada, intitulada "A BD no Cinema de Animação", e que conta com a exibição de cinco longas-metragens inspiradas nas histórias do marinheiro Corto Maltese. Também Tintim, a célebre personagem criada por Hergé, vai estar presente no festival com o filme "Tintim e os Prisioneiros do Sol", uma obra de 1969 que comemora agora 50 anos desde a sua estreia.

Por outro lado, a música está em grande destaque nesta edição do Festival. O músico Pierre Kwenders, canadiano nascido no Congo, regressa a Portugal para um concerto na Sala 2 do Cinema São Jorge, acompanhado com animação ao vivo pelo ilustrador António Jorge Gonçalves. Além disso, as Quatro Estações de Vivaldi vão ser tocadas ao vivo pela Escola Superior de Música de Lisboa, enquanto que alunos das universidades de animação de Tóquio executam um software que permite sincronizar imagem e música ao vivo, desenvolvido em parceria com a Yamaha.

Na secção JazzAnim, um programa que se realiza no Hot Clube de Portugal, várias curtas vão são musicados ao vivo pelos alunos desta escola. O coletivo Lisbon Poetry Orchestra também vai estar na Monstra para um concerto de música com poesia e cinema de animação com filmes exclusivos de alunos da Escola Superior de Artes e Design, das Caldas da Rainha. Vai realizar-se ainda um concerto de scratch digital, com um animador a desenhar ao vivo sobre película.

O Festival Monstra apresenta sessões no Cinema São Jorge, Cinema City Alvalade, Cinema Ideal e Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema e sessões Monstrinha para escolas em mais de 100 escolas dos concelhos de Lisboa, Almada, Sintra, Barreiro, Salvaterra de Magos, Ferreira do Alentejo, entre outros.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de Julien Andrieux via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.