Pela primeira vez, dois dos maiores nomes da cerâmica portuguesa, Rafael Bordalo Pinheiro e Querubim Lapa, vão estar lado a lado na exposição Pé d’Orelha. Conversas entre Bordalo e Querubim no Museu Bordalo Pinheiro. A inauguração acontece no dia 21 de novembro, quinta-feira, às 18h30.

Rafael Bordalo Pinheiro nasceu em 1846, enquanto Querubim Lapa nasceu em 1925. A distância geracional entre os dois artistas levou a que o primeiro, naturalmente, não conhecesse o segundo. Contudo, não podemos dizer o mesmo do seu inverso. Segundo a comissária da mostra, Rita Gomes Ferrão, “do olhar do mais novo sobre a obra do mais velho surge a admiração e a identificação, dando início a um diálogo privado que se vai mantendo ao longo da carreira artística de Querubim Lapa, conversas de Pé de Orelha, muitas vezes tão orientadoras como um conselho ancião.”

O trabalho artístico está organizado a partir de seis núcleos expositivos: heranças, citações, satíricas, afinidades, confidências e eróticas. No total são apresentadas cerca de 170 obras sobretudo de cerâmica, mas também de pintura, desenho e até com inclusão de objetos pessoais e outros inéditos (como peças de cerâmica pertencentes a cozinhas de casas privadas, pinturas e cartas)

Nas palavras do diretor do Museu Bordalo Pinheiro, João Alpuim Botelho, continua a ser importante “mostrar como a obra de Rafael Bordalo Pinheiro perdurou no tempo, continuando a influenciar artistas contemporâneos.” A exposição Pé d’Orelha. Conversas entre Bordalo e Querubim pode ser visitada até 21 de setembro de 2020.

Texto de Mafalda Lalanda
Fotografia de destaque de Cláudia Freire
Fotografia do artigo de Paulo Cintra e Laura Castro Caldas

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.