De 5 a 27 de abril, Viseu recebe mais uma edição do Festival Internacional de Música da Primavera que irá proporcionar à cidade 21 dias de concertos com solistas provenientes de 12 países diferentes.

Durante a apresentação do festival, Almeida Henriques, presidente da câmara de Viseu, destacou os principais números de 2019: ao todo serão mais de 500 músicos que irão atuar em Viseu e a sua elevada qualidade justifica o investimento do munícipio neste projeto que, lembrou, tem um apoio financeiro de 100.000€ no âmbito do programa Viseu Cultura.

Já José Carlos Sousa, diretor artístico do festival, confirmou que serão várias as obras de autores portugueses a estrear durante a Música da Primavera, com destaque para Isabel Soveral e João Pedro Oliveira, mas não só. A 12ª edição do festival conta ainda com espetáculos de Pedro Caldeira Cabral (Portugal), Yamandu Costa (Brasil), Franck Angelis (França),  e Giuseppe Andaloro (Itália), além da presença de dois coros e seis orquestras.

O Festival Internacional de Música da Primavera inicia-se na Aula Magna do Instituto Politécnico de Viseu, mas espalha-se por outras oito salas da cidade, incluindo o Teatro Viriato, Pavilhão Multiusos e Museu Nacional Grão Vasco. Toda a programação pode ser consultada em www.musicadaprimavera.pt.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia disponível na página de Facebook do Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.