Através de uma parceria entre o INSTITUTO, o colectivo InterStruct e a Rampa, nasceu na cidade do Porto um hub.

O primeiro resultado dessa sinergia traduziu-se num ciclo de conversas virtuais sobre os vestígios da herança colonial da cidade do Porto, com o título de “Pós-Amnésia: Desmontando Manifestações Coloniais”. Dedicado a desvendar, pensar e questionar os vestígios – materiais e imateriais – do passado colonial da cidade, este ciclo é constituído por três debates com especialistas de várias áreas que partilham as suas experiências a partir de diferentes geografias. 

O primeiro debate, “Monumentos e Memoriais” ocorreu, ontem, 25 de fevereiro. Contudo, ainda, vais a tempo de assistir a mais dois debates.

O seguinte debate, “Rotas e Toponímia”, será marcado pela participação de Cartografia Negra (São Paulo), African Lisbon Tour (Lisboa) e a Rota dos Escravos (Luanda), com a moderação de Isabeli Santiago. Este, acontecerá no dia 4 de março, pelas 19h00.

Por último, a terceira conversa decorre no dia 11 de março, também, pelas 19h00. Esta, irá incidir sobre a “História e Cultura”, e contará com a participação de Ângelo Delgado, Onésio Intumbo e Manuel de Sousa, assim como com a moderação de Navváb Aly Danso

Todos os debates têm lugar virtualmente, pelo que podem ser acedidos através das redes sociais do INSTITUTO, do InterStruct ou da Rampa. Podes, ainda, aceder aqui ao evento.

Recorde-se que a iniciativa decorre, ainda, por intermédio da VAHA, uma rede de diálogo composta por organizações culturais da Turquia e de outros países europeus que visa sensibilizar e emancipar a sociedade civil face aos mais diversos desafios sociais e políticos. 

Texto de Isabel Marques
Fotografia da cortesia da organização