A Noite das Ideias, iniciativa internacional que promove debates e conversas em torno das mais variadas áreas do conhecimento regressa, no dia 30 de janeiro, à Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Nas suas diferentes salas e auditórios, este ano irá debater-se o tema “Ser e estar vivo”.

É este o desafio lançado pelo Instituto Francês em Portugal, numa parceria com a Gulbenkian, para uma Noite das Ideias 2020 que arranca às 18h30,com a sua sessão de abertura, este ano a cargo de Manuel Sobrinho Simões, que falará sobre Natureza e Humanidade.

Com este tema subdividido em três categorias – “O Envolvimento dos Cidadãos”, “Investigação e Produção Científica” e “As Questões Morais e Éticas” –, os participantes, entre os quais o escritor Erik Orsenna, o psiquiatra Rui Rocha Martins, a alpinista Christine Janin, os cientistas Hervé Cottin e Karina Xavier, o criador da plataforma “Patient Innovation” e detentor da Cátedra Gulbenkian para a Economia de Impacto, Pedro Oliveira, estarão presentes, entre outros, para intervenções de 20 minutos, diálogos entre si ou conversas com o público.

A Noite das Ideias 2020 prolonga-se até à meia-noite, em vários espaços da Fundação. A exposição “Art on Display. Formas de expor 1949-1969”, patente na Galeria Principal do Edifício Sede, gratuita a partir das 18 horas, estará aberta até às 23 horas. A noite acaba com uma atuação do Coro Gulbenkian dedicada a Músicas do Mundo.

A entrada é livre nos eventos da Noite, embora sujeita à disponibilidade de lugares. O programa completo pode ser consultado na agenda da Fundação Gulbenkian.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de de Sheila Thomson via flickr

Se queres saber mais sobre a agenda da cultura em Portugal, clica aqui.