fbpx
Menu Grande Pesquisa
Carrinho0

Nova app quer mostrar Lisboa pelos olhos de quem não se revê na História

Ainda não está totalmente finalizada, mas já começa a ser uma realidade. A aplicação que quer mostrar Lisboa através do olhar singular de "pessoas marginalizadas ou em risco de exclusão social" está a ser desenvolvida no âmbito do projeto Memex. Este consórcio de investigação, que junta dez entidades europeias, está a estudar as possibilidades da inclusão social através do património histórico com a mediação da tecnologia.

No caso concreto da app, a ideia é que, ao passar num local como a Baixa de Lisboa, por exemplo, se receba uma notificação no telemóvel que alerta para a disponibilidade de conteúdos sobre os monumentos da zona. Esses conteúdos serão, sobretudo, narrativas partilhadas por pessoas ou comunidades que, desta forma, irão mostrar aquela que é a sua perspetiva sobre o tal monumento ou que ele representa para elx. “Estas ferramentas vão capacitar comunidades de pessoas possibilitando-lhes combinar as suas experiências e memórias fragmentadas em histórias atrativas e geolocalizadas, usando novos conteúdos digitais pessoais em relação com o Património Cultural Europeu preexistente”, segundo informação cedida pela Mapa de Ideias, entidade portuguesa que integra o Memex.

No fundo, pode dizer-se que a app quer contribuir para desconstruir aquelas que são as narrativas vigentes, nomeadamente em temáticas como o colonialismo, segundo o coletivo. A par com Lisboa, esta ação-piloto está também a ser desenvolvida nas cidades de Barcelona e Paris. O objetivo é, numa fase posterior, desenvolver conteúdos em realidade aumentada. “As ferramentas do Memex vão permitir às comunidades que contem as suas histórias e reivindiquem os seus direitos e participação igual na sociedade europeia”, lê-se na página oficial do consórcio.  

Esta divulgação acontece no âmbito Jornadas Europeias do Património 2021, que este ano acontecem em Leiria, sob o mote do Património Inclusivo e Diversificado. Apesar disso, a app está ainda a ser desenvolvida, não estando ainda prevista uma data concreta de lançamento e disponibilização ao público. O projeto MEMEX teve início em 2019 e terá duração até 2022, sendo financiado pelo programa de Investigação e Inovação da União Europeia, Horizonte 2020.

Texto de Sofia Craveiro
Fotografia de David Marcu via Unsplash

Se queres ler mais notícias clica aqui.

NO GERADOR ABORDAMOS TEMAS COMO CULTURA, JUVENTUDE, INTERIOR E MUITOS OUTROS. DESCOBRE MAIS EM BAIXO.

Já pensaste em tornar-te sócio gerador?

Ser Sócio Gerador é ter acesso à assinatura anual da Revista Gerador (4 revistas por ano), a descontos nas formações da Academia Gerador, passatempos exclusivos, experiências e vantagens na cultura.

A tua lista de compras
O teu carrinho está vazio.
0