O novo projeto semanal da Casa da Avenida – “Como É Que Isto Me Toca?” – transforma os objetos artísticos em objetos de comunicação, ao desafiar a partilha de interpretações de algumas das obras que por lá passaram.

Todas as terças-feiras a Casa da Avenida partilha a obra que será sujeita a interpretação por diferentes convidados, dando a conhecer no dia seguinte o resultado. Ao longo dos restantes dias da semana, a Casa lança ainda pequenos desafios e curiosidades sobre os artistas, as obras e os interpretes.

A obra em análise pode ser uma uma fotografia, uma escultura, um poema, uma ilustração, uma canção, uma pintura, um livro ou um vídeo. O objetivo é colocar os artistas em contacto com o público e perceber como é que as suas obras tocam de forma diferente cada pessoa. Diego Machargo, Rogério Ribeiro, Alberto Lopes, Helena Calvet, Madalena Matoso, David Leitão e Maria José Meneses serão alguns dos artistas a ver as suas obras interpretadas. 

Adaptando o seu programa aos tempos em que vivemos, a Casa da Avenida convoca assim “pessoas, convidados, desconhecidos, amigos de sempre, curiosos, visitantes, espectadores, participantes, miúdos e graúdos” a experimentar esta nova estratégia de envolvimento.

O projeto já arrancou na semana de 11 de maio e colocou Rachel Caiano e o UmColetivo a interpretar um desenho de Graça Pinto Basto. Esta semana está sujeita a interpretação a pintura de Diego Machargo. Acompanhe o projeto aqui.

Texto de Bárbara Dixe Ramos
Pintura do Diego Machargo 

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.