O grupo Companhia do Canto Popular, novo projecto transversal da música de raiz portuguesa, lança ainda este ano o seu primeiro disco, gravado em abril, em Serpa.

O projeto, “que reúne músicos com um vasto e reconhecido percurso na música nacional”, surge através da ideia de se “juntar num espaço de criação conjunta músicos de muitos dos grupos/ambientes da música de raiz popular”, referem em comunicado.

José Barros, fundador do Navegante, foi o impulsionador deste novo grupo que integra também Manuel Tentúgal (Vai de Roda), José Manuel David e Rui Vaz (ex-Gaiteiros de Lisboa), Artur Fernandes (Danças Ocultas), Sara Vidal (Luar na Lubre), Manuel Rocha (Brigada Victor Jara), Rui Costa (ex-Silence 4) e André Sousa Machado.

A primeira apresentação do grupo será no dia 8 de junho em Serpa, no Encontro de Culturas. O repertório da Companhia do Canto Popular incluirá temas originais mas também temas do cancioneiro popular e de cada um dos músicos integrantes, mas reconfigurados perante esta nova formação.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de Dominik Scythe via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.