A pintura “O Menino Jesus Romeiro” de Josefa de Óbidos foi vendido em leilão pela Lamas Bolño Subastas, em Barcelona, a um licitador anónimo por 110 mil euros. Apesar de a câmara de Óbidos ter tentado adquiri-lo sem sucesso no mesmo leilão, há uma possibilidade de o quadro entrar numa exposição permanente ou temporária no Museu Municipal de Óbidos.

Em declarações à Lusa, Humberto Marques, presidente da Câmara Municipal de Óbidos, afirmou que a autarquia estabeleceu contactos com parceiros e mecenas  no sentido de poderem comparticipar a compra da obra, no caso de as licitações excederem o teto máximo. As licitações excederam os valores disponibilizados pelos mecenas e em quatro minutos o quadro passou dos 25 mil euros para os 110 mil, tendo sido 15 mil euros o valor-base de licitação.

“O Menino Jesus Romeiro” vendido em Barcelona é uma das sete versões que Josefa pintou, e nunca esteve exposto em Portugal. Foi avaliado e autenticado pelo conservador de pintura do Museu Nacional, Joaquim Oliveira Caetano. Segundo a Câmara Municipal de Óbidos, é uma obra de muito interesse para o património museológico nacional, fazendo assim sentido trazê-la de novo a (ou para) Portugal. 

Josefa de Óbidos nasceu em Sevilha em 1630, mas viveu grande parte da sua vida em Óbidos. A relação afetiva que ganhou com a vila fez com que adoptasse o nome “Óbidos” como apelido. Deixou na História as suas pinturas barrocas com temáticas religiosas e naturezas mortas, bem como o papel de mulher pintora numa época em que os seus pares eram maioritariamente homens.

Texto de Carolina Franco
Pintura “Natureza Morta com flores, doces e cerejas” (1676) de Josefa de Óbidos

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.