O espetáculo criado pelos suíços Massimo Furlan e Claire de Raubepierre, a partir do concurso Eurovisão da Canção, vai ser apresentado no Teatro Nacional D.Maria II nos dias 25, 26 e 27 de setembro.

Inspirado no espetáculo de 1973, que consistia na recriação do concurso da Eurovisão da Canção desse mesmo ano, criado durante Festival d’Avignon em 2010, o espetáculo “Eurovisão da Canção Filosófica ” regressa agora com Massimo Furlan e Claire de Raubepierre. Com o objetivo de ajudar “a compreender, não só a música pop, mas também as questões da identidade dos diferentes países representados e da Europa como comunidade”, os criadores relacionam assim a música pop com o pensamento filosófico, esclarecem em comunicado.

Para os ajudar a recriar o concurso e a introduzir o pensamento e a reflexão filosófica, os criadores do espetáculo convocaram 11 pensadores de 11 países europeus, a quem foi entregue a tarefa de “escrever canções que desenvolvem uma reflexão sobre a relação da humanidade com os grandes temas da filosofia”. Em Portugal será o investigador e professor José Bragança de Miranda o responsável pelo tema.

O espetáculo passa pelo Teatro Nacional D.Maria II entre os dias 25 e 27 de setembro, onde cada um dos temas será interpretado na língua original do autor e avaliado por um júri, neste caso composto por Flávio Almada, Luísa Schmidt, Manuela Azevedo, Maria Manuel Mota, Mariana Mortágua, Pedro Penim e Pedro Santos Guerreiro. “Eurovisão da Canção Filosófica” passa ainda pelo Norte do país, no Teatro Municipal do Porto, nos dias 2 e 3 de outubro, com um novo painel de jurados: Ana Deus, Isabel Zuaa e Rogério Nuno Costa. Ambos os espetáculos serão apresentados por  Massimo Furlan e Catarina Furtado.

“Eurovisão da Canção Filosófica” estreou em 2019 no Teatro Vidy, na Suíça, e desde então visa percorrer os 11 países que integram o espetáculo.

Poderá encontrar mais informações aqui.

Texto de Bárbara Dixe Ramos
Fotografia de Laure Ceillier e Pierre Nydegger

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.