fbpx
Menu Grande Pesquisa
Carrinho0

‘Obra Poética (1957-1994)’ de Salette Tavares é editada este mês

Volume com cerca de mil páginas de poemas resgata obra da autora que se destacou no contexto da poesia experimental

Fotografia de Elisa Calvet B. via Unsplash

Uma série de inéditos e uma secção de poesia visual de Salette Tavares vai ser publicada este mês pela Imprensa Nacional. A Obra Poética (1957-1994), que será agora lançada, resulta de "um longo trabalho de seleção, que integra, e às vezes ilumina [a obra da autora], conferindo-lhe novo sentido”, escreve no prefácio a ensaísta Catherine Dumas, professora emérita de Língua e Literatura Portuguesas, na Universidade da Sorbonne Nouvelle-Paris 3, atualmente senadora no Parlamento francês.

Amiga de Frank O'Hara, um dos poetas maiores da chamada Escola de Nova Iorque, com quem privou, Salette Tavares (1922-1994) define uma via própria, afirmando-se como "uma das autoras mais cultas e originais” da poesia portuguesa do século XX, transcendendo "as barreiras das especialidades e dos géneros artísticos’”, conforme descrito no comunicado enviado pela editora.

A Imprensa Nacional (IN), já tinha editado, em 1992, Poesia Completa (1957-1971), da mesma autora, tendo, na altura, sido distinguida com o Prémio PEN de Poesia. Sobre esta nova edição, a IN explica que inclui o texto integral de 1992, com acréscimos, modificações, vários inéditos e ainda "uma secção de poesia visual (a cores)”. Esta última, a cargo de Salette Brandão, "ultrapassa em quantidade e qualidade as reproduções da Pequena Antologia, intitulada, em 1963, Brincadeiras Brincadeiras", sublinha Dumas.

A nova edição inclui ainda "os paratextos, com o prefácio que [a filóloga italiana] Luciana Stegagno Picchio assinou em 1990, e que não podia faltar, pois ele ressalta toda a dimensão da obra [de Salette Tavares] no contexto da poesia portuguesa e do pensamento ocidental da época".

 Obra Poética (1957-1994) é um volume com cerca de mil páginas de poemas, que faz parte da coleção Plural, e resgata a dimensão literária da poeta e da artista.

Salette Tavares destacou-se, nas décadas de 1960-1980, no contexto da Poesia Experimental. A sua obra, refere a IN, “cruza a produção literária e a prática artística, através de uma exploração tridimensional à qual deu o nome de Poesia espacial”.

A IN destaca ainda o seu “papel constante no ensino e na salvaguarda do património, assim como na reabilitação urbana”.

NO GERADOR ABORDAMOS TEMAS COMO CULTURA, JUVENTUDE, INTERIOR E MUITOS OUTROS. DESCOBRE MAIS EM BAIXO.

Já pensaste em tornar-te sócio gerador?

Ser Sócio Gerador é ter acesso à assinatura anual da Revista Gerador (4 revistas por ano), a descontos nas formações da Academia Gerador, passatempos exclusivos, experiências e vantagens na cultura.

A tua lista de compras
O teu carrinho está vazio.
0