No dia 5 de Julho, a Orquestra Gulbenkian, com a maestrina Joana Carneiro, será o som da noite do Jardim de Verão, da Fundação Calouste Gulbenkian, um evento “com uma programação transdisciplinar e verdadeiramente eclética, a cargo da ZDB (Galeria Zé dos Bois)”, que terá início hoje, dia 3 de Julho, e terminará no dia 19 do mesmo mês.

Embora o concerto, a decorrer no Grande Auditório, já esteja esgotado, poder-se-á assitir por via online, no site da Fundação, pelas 21h00. Os compositores Claude Debussy, com Prélude à l’après midi d’un faune (arranjo supervisionado por A. Schönberg), de 1894, e Piotr Ilitch Tchaikovsky, com Variações sobre um tema rococó, para violoncelo e orquestra, op. 33, thema: Moderato assai quasi andante, de 1876-1877, e Suite nº 4, em Sol maior, op. 61, Mozartiana, de 1887, constituem o programa.

“Inspirado pelo Prelúdio de um belo poema do escritor simbolista francês Stéphane Mallarmé, o compositor Claude Debussy criou uma das suas composições orquestrais mais célebres. Nela se evocam a natureza mítica e os desejos e os sonhos de um fauno. Por seu lado, Tchaikovsky inspirou-se em Mozart não só para compor as Variações sobre um tema Rococó, o mais próximo que o compositor russo esteve de compor um concerto para violoncelo, mas também para a criação da Suite para Orquestra n.º4, na qual reafirma a sua admiração e reverência pelo grande vulto do século XVIII”, lê-se na sinopse.

Orquestra Gulbenkian com Joana Carneiro

Texto de Raquel Botelho Rodrigues

Fotografia disponível na página de Facebook da Fundação Calouste Gulbenkian