A 39ª edição do Fantasporto, o Festival Internacional de Cinema do Porto, vai decorrer no Rivoli entre os dias 19 de fevereiro e 3 de março. “Sempre novo, sempre diferente, onde a modernidade é tema” — assim se apresenta o festival que procura recolher os sons, as imagens, os sentimentos e as ideias do nosso tempo materializados em filmes para depois serem discutidos entre todos. 

Como é habitual, centenas de curtas e longas-metragens de diferentes países são selecionadas para exibição, somando um total de 54 países para a edição de 2019. Olhar o mundo com o cinema como ponto de partida para a reflexão é o objetivo do Fantasporto que, sob o tema “Os Desafios da Modernidade”, tanto dá espaço na programação a filmes que ainda são desconhecidos e que competem por um prémio, como a clássicos do cinema — Easy Rider, The Shining, A Clockwork Orange e Alien —, que vão ser mostrados no dia do aniversário da sua primeira exibição. 

A pré-abertura é feita no dia 19 de fevereiro com a exibição de Easy Rider, a propósito do 50º aniversário do filme de Dennis Hopper, e segue-se-lhe Prospect, um filme de Zeek Earl e Chris Caldwell do ano de 2018. O dia encerra com The Russian Bride, de Michael S. Ojeda. Nos dias seguintes começa a competição, dividida em diferentes categorias: Cinema Fantástico, Semana dos Realizadores, Orient Express Official Section, e Prémios Cinema Português (que inclui o cinema feito nas escolas e universidades). As competições do Fantasporto iniciam a 22 de fevereiro e acabam a 3 de março. Fora da competição estão as categorias Première & Panorama, Fantas Classics e Retrospectiva

Os bilhetes podem ser comprados na Bilheteira do Rivoli, em lojas aderentes e online, na BOL.pt. O preço de um bilhete normal é 5€, de um bilhete duplo 8€ e os estudantes só pagam 3.5€, mediante a apresentação do Cartão de Estudante. É possível comprar um passe de livre trânsito para todo o festival por 80€. 

Consulta o alinhamento e respetivos horários do Fantasporto aqui e, caso tenhas curiosidade, vê aqui os vencedores das edições anteriores. 

Texto de Carolina Franco
Frame do filme Waiting for Sunset, de Carlo Catu, disponível na página do Facebook do realizador

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.