“Otelo”, com encenação de Nuno Carinhas, vai abrir a programação de 2019 do Teatro Nacional São João (TNSJ), no Porto, regressando, assim, aos palcos da cidade invicta.

Nuno Carinhas volta ao palco do teatro portuense, após deixar este mês a sua direção artística. Para além da peça de William Shakespeare, o TNSJ irá receber mais uma reposição no ano que aí vem. A peça é "Ter Razão", uma cocriação do Ensemble com a Palmilha Dentada, que volta a subir ao palco do Teatro Carlos Alberto, entre os dias 7 e 17 de março.

Os primeiros três meses de 2019 contam também com duas estreias: "BREU", de Joana Moraes, entre 14 e 23 de fevereiro, acrescido do novo projeto de Nuno Carinhas em conjunto com Fernando Mora Ramos, que irá mostrar ao público a peça "O Resto Já Devem Conhecer do Cinema", da autoria Martin Crimp.

Maio acolhe a estreia, no Teatro Carlos Alberto, de "Damas da Noite", de Elmano Sancho, entre os dias 9 a 12. De 31 do mesmo mês e 1 de junho, é a vez de "Coisas Que Não Há Que Há", de Catarina Lacerda e Raquel Couto.

Com uma programação para o próximo ano que coube ainda traçar ainda a Nuno Carinhas, os palcos do TNSJ contam igualmente com as estreias de "O Poeta Acorrentado à Mesa", de 26 a 30 de junho, "Bonecas", entre os dias 11 a 21 de julho, cuja direção está entregue a Ana Luena e José Miguel Soares, partindo a obra de um conto inédito de Afonso Cruz, e "Wild Spring", entre 18 e 28 de julho, de Arnold Wesker, com encenação de Jorge Pinto.

Texto de Carolina Gaspar
Fotografia de Julien Andrieux, disponível via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.