Está a decorrer em Sintra, até ao próximo dia 15 de março, a 9.ª edição do Periferias – Festival Internacional de Artes Performativas, com uma programação vasta onde se incluem diversas actividades artísticas, do teatro à música, passando pela dança, provenientes de diferentes países.

“Ao longo destes nove anos, o festival tem trazido às várias freguesias do concelho espetáculos de todos os países lusófonos com o intuito de criar sinergias entre as várias comunidades e promover o que cada uma tem para oferecer. Usando a cultura para quebrar estigmas e para aproximar a comunidade, este ano, a iniciativa promove ainda mais a descentralização, alargando os seus palcos a mais freguesias do concelho de Sintra”, explica a organização em comunicado.

O festival, organizado pelo Chão de Oliva – Centro de Difusão Cultural e com o apoio da Câmara Municipal de Sintra, arrancou no passado dia 27 de fevereiro com a abertura da exposição Memória Teatral, composta por uma instalação multimédia interactiva, dedicada à cultura de Guiné-Bissau, e uma homenagem ao ator Mário Viegas, que colaborou com a Companhia de Teatro de Sintra na década de 90. Patente no Museu das Artes de Sintra até 15 de março, a exposição pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h às 18h, e ao fim-de-semana, das 12h às 18h.

Tendo um carácter abrangente e descentralizado, o Periferias acontece em oito locais distintos, que vão da Casa da Cultura de Lívio Morais até às salas Casarão da Lua, em Almoçageme, uma estreia no festival. No caso das propostas de teatro e marionetas, existem ainda mais palcos para a programação. É o caso do Centro Cultural Olga Cadaval, da Casa de Teatro de Sintra, Auditório do Centro Paroquial de Rio de Mouro, Auditório Municipal António Silva do Cacém e Salão Nobre da Junta de Freguesia Casal de Cambra.

Na programação desta edição destaca-se a continuação do trabalho da obra Chiquinho, uma coprodução cénica da Companhia de Teatro Fladu Fla, de Cabo Verde, e da Companhia de Teatro de Sintra, a ter lugar no próximo dia 13 de março. Por outro lado, destaque para o concerto do compositor Silvestre Fonseca, que sobe ao palco do Centro Cultural Olga Cadaval, no dia 6 de março, às 21h30.

A Feira do Livro das Artes Performativas é outras das grandes atrações do festival que, além de promover uma recolha de livros para as bibliotecas Namibe, em Angola, irá apresentar um livro de cariz documental, resultante das várias residências artísticas exploradas pelo Próximo, criação teatral da Companhia de Teatro de Sintra que retrata as diferentes realidades sociais do concelho.

O preço dos bilhetes dos diversos eventos do Periferias, estão disponíveis na Ticketline, o valor varia entre 1€ e 10€, havendo descontos disponíveis para grupos, jovens, entre outros, de referir que alguns dos momentos do programa são de entrada livre.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de Paulo Granja via flickr

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.