Foi no dia 18 de abril de 2011 que nasceu a Plataforma285. Dez anos depois, Cecília Henriques, Raimundo Cosme, Raquel Bravo e Beatriz Vasconcelos, celebram o aniversário com um podcast com dez episódios, de 10 minutos cada, sobre vários temas que gravitam em torno dos dez anos de existência. O primeiro episódio sai no dia 21 de abril.

A Plataforma285 é um colectivo multidisciplinar de criação que nasceu em 2011, quando Cecília Henriques e Raimundo Cosme estrearam na loja do Cão Solteiro a peça, Esa Cosa Llamada Amor. A companhia nasceu com o objetivo de criar espetáculos de teatro em regime de colaboração colectiva. O seu trabalho, que se distingue pelo desenvolvimento de uma dramaturgia original, assente na procura da não teatralidade e de novas linguagens criativas, pretende "um trabalho autoral, a procura da intertextualidade, a construção de 'realidades' habitadas por atores", e não personagens. Quinze criações depois, chegou o dia da celebração de uma década e, para o celebrar, criou o podcast "10 anos Luz".

"O primeiro episódio sai no dia 21 de abril, com André e. Teodósio a condensar os últimos 10 anos da gramátical teatral portuguesa."

O primeiro episódio de "10 anos Luz", com André e. Teodósio a "condensar os últimos 10 anos da gramátical teatral portuguesa", tem estreia marcada para dia 21 de abril, e é o primeiro de 10 episódios, de 10 minutos, que sairão todas as quartas-feiras até ao dia 23 de junho. A companhia faz ainda questão de relembrar todos os artistas que os têm acompanhado desde a sua criação e que fazem também parte desta grande festa, como Joana Correia, responsável pelas fotografias, Ana Ladislau, que condensou dez anos num vídeo, Miguel Ferrador, responsável pela edição de som do podcast, entre outros que fizeram possível este podcast.

Fotografia de Joana Correia e Design de Carlota Real.

A celebração dos dez anos continua, e a primeira peça encenada pela Plataforma 285, Esa Cosa Llamada Amor, será reencenada no CCB, em dezembro - agora com Raquel Bravo e Beatriz Vasconcelos na equipa, e com outro elenco. Antes disso, em junho, a Plataforma285 vai estrear o novo espetáculo para as crianças, No Escuro, no São Luiz Teatro Municipal, uma viagem que arranca com muitas perguntas e nasce de uma investigação junto do público mais novo, para descobrir a resposta a todas as perguntas.

Texto por Patrícia Nogueira
Fotografia de Joana Correia

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.
plataforma285