O Porto/Post/Doc regressa de 23 de novembro a 1 de dezembro com uma retrospetiva dedicada ao realizador lituano Audrius Stonys. Esta edição será dedicada à reflexão sobre as identidades e trará novidades como a reformulação do prémio da Competição Cinema Novo. 

A retrospetiva de Audrius Stonys conta com a exibição de sete filmes do realizador lituano, entre eles “Earth of the Blind” (1992) e “Uku Kai” (2006). Organizada em parceria com o Lithuanian Film Center, a sessão contará com a presença de Stonys. O Porto/Post/Doc programou também uma carta branca de Audrius Stonys a partir da obra de Jonas Mekas. 

A reformulação do prémio da Competição Cinema Novo, destinado a estudantes portugueses ou a estudar em Portugal, consagra agora um valor de 500€ ao vencedor, atribuído pelo Canal180, bem como 500€  em serviços atribuídos pela Smiling. Os interessados podem inscrever-se até ao dia 15 de setembro.

O programa do festival será, como dito anteriormente, dedicado a uma reflexão em torno das identidades, pondo o “eu” em perspetiva na sua relação com o outro e a sociedade. Serão postas em cima da mesa questões que passem, por exemplo, pelo significado de ser mulher, negro, bissexual, ou ainda a pertinência de um pensamento identitário. Estas questões serão debatidas com realizadores, programadores e teóricos no Fórum do Real. 

Este ano será programada uma carta branca a cargo das realizadoras Alice Eça Guimarães e Mónica Santos, juntando-se à iniciativa comemorativa dos 20 anos da Agência da Curta Metragem, uma mostra de cinema português intitulada “Carta Branca aos Realizadores Portugueses”.

Em 2019 o Porto/Post/Doc volta ao Teatro Municipal do Porto – Rivoli e ao Cinema Passos Manuel e conta com o apoio, entre outros, da Câmara Municipal do Porto, do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA) – Ministério da Cultura, e do CVRVV – Vinho Verde.

Texto de Carolina Franco
Fotografia de © Renato Cruz Santos disponível via Facebook 

Se queres ler mais entrevistas sobre a cultura em Portugal, clica aqui.