Num ano particularmente complicado para a produção nacional, o Porto/Post/Doc, (PPD), reforçou os prémios para as competições nacionais e faladas em português. A edição 2020, a ter lugar entre 20 e 29 de novembro, mostrará 25 filmes produzidos por portugueses ou oriundos de países de expressão portuguesa. A destacar, as duas competições, Cinema Novo e Cinema Falado, que agruparão grande parte desta programação numa seleção de 19 curtas metragens de produção recente.

Com vista a descobrir jovens talentos, a Competição Cinema Novo reúne onze curtas-metragens realizadas por estudantes portugueses ou por estudantes de instituições portuguesas de ensino superior, numa montra daquilo que melhor se faz nas escolas de cinema. Destaque ainda na programação nacional deste ano para a estreia, no Porto, de “O Movimento das Coisas”, obra perdida de Manuela Serra recentemente recuperada e restaurada. “O Movimento das Coisas” é o primeiro e único filme da realizadora e documenta o quotidiano da comunidade rural de Lanheses, no concelho de Viana do Castelo.

Dentro desta competição fará, ainda,  parte “A Morte de Isaac”, do Fábio Silva; “Há Alguém na Terra”, da Francisca Magalhães, Joana Tato Borges, e Maria Canela; “Jamaika”, de Alexander Sussmann; “Just Like The Films”, da Sara N. Santos; “Mãos de Prata”, da Catarina Gonçalves; “Memória Descritiva”, de Melanie Pereira; “O Presidente Veste Nada”, da autoria de Clara Borges, e Diana Agar; “Pedro's Home”, de Eneos Çarka; “Príncipe”, de João Monteiro; “Re-Existências”, de Márcia Bellotti , e Variations, de Inês Pedrosa e Melo.

O Porto/Post/Doc regressa em duplo formato com sessões em sala no Rivoli, Passos Manuel e Planetário do Porto, e uma programação paralela em VoD na plataforma Shift72.

Descobre aqui a programação na íntegra do evento.

Texto de Isabel Marques
Fotografia disponível via facebook Porto/Post/Doc
O Gerador é parceiro da Porto/Post/Doc.

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal,
clica aqui.