fbpx
Menu Grande Pesquisa
Carrinho0

Prémio Atores de Cinema da Fundação GDA de volta ao formato presencial

O Teatro da Trindade, em Lisboa, voltará a ser o palco do Prémio Atores de Cinema na noite de 7 de dezembro. Almeno Gonçalves, Luísa Cruz e Teresa Faria são os jurados da edição deste ano. Durante o dia, decorrerão as “Jornadas para o Ator”, destinadas a aproximar os jovens atores do mundo do audiovisual. E haverá ainda uma sessão #makethemost dedicada à partilha de conhecimento sobre formas de acesso aos fundos europeus para a cultura.

Depois de um ano de interrupção devido à pandemia da Covid-19, a 14ª edição deste prémio que presta homenagem pública ao trabalho de interpretação dos atores portugueses – e cujos júris anuais são exclusivamente compostos por atores – está de regresso ao formato presencial num evento apresentado pelo ator Pedro Inês. Para além dos artistas que irão ser premiados este ano, será também homenageado o trabalho dos nove atores e atrizes galardoados remotamente no ano passado.

“Este ano regressamos felizmente à celebração presencial, sinal de que estamos a voltar à normalidade e à retoma das iniciativas culturais já com público”, afirma Mário Carneiro, diretor-geral da Fundação GDA. “Fazemos questão de homenagear, não apenas os premiados desta edição, mas também os que no último ano não tiveram a oportunidade de serem honrados numa cerimónia pública”.

“A valorização do trabalho dos atores portugueses é tanto mais importante quanto o cinema português que tem, nos últimos anos, obtido um reconhecimento internacional cada vez maior da sua qualidade”, afirma o responsável. “Depois de prémios importantes para filmes em festivais como Veneza, Locarno, Hamburgo, San Sebastian, Chicago ou Tóquio, entre outros, será agora a vez da GDA distinguir especificamente o trabalho de atores que neles participam”.

O Prémio Atores de Cinema da Fundação GDA compreende três categorias: Melhor Ator/Atriz Principal, Melhor Ator/Atriz Secundário(a) e Novo Talento, às quais correspondem prémios pecuniários no valor de 3 mil, 2 mil e mil euros, respetivamente.

A Fundação GDA é o instrumento da GDA – Gestão dos Direitos dos Artistas, entidade que em Portugal gere os direitos de propriedade intelectual de músicos, atores e bailarinos, direitos de propriedade intelectual de músicos, atores e bailarinos, para valorizar o trabalho dos artistas e promover o seu desenvolvimento.

“Encontros com a experiência” de atores e realizadores

Desde 2016, esta iniciativa não se esgota na cerimónia de entrega dos galardões. Tal como nas edições presenciais anteriores, será antecedida pelas “Jornadas para o Ator”, que consistem num conjunto de ações dirigidas ao trabalho dos jovens atores e ao início das suas carreiras, reforçando a sua formação e conhecimento e facilitando a sua aproximação aos universos do cinema e da televisão, designadamente através do contacto com realizadores e com produtores.

As jornadas iniciam-se com duas mesas redondas em simultâneo: uma orientada por atores – Alexandra Lencastre, Ângela Pinto e Virgílio Castelo – e outra por realizadores – Cláudia Varejão, João Maia e Margarida Gil. Nesses “Encontros com a Experiência”, os realizadores e os atores com vários anos de experiência irão partilhar o seu conhecimento do mundo do cinema e da televisão com jovens artistas e recém-licenciados da área do teatro. 

Aproximar artistas dos instrumentos de financiamento europeu

Este ano, o Prémio Atores de Cinema contará também com uma sessão do #makethemost, iniciativa que foi igualmente suspensa pela pandemia, e que visa facilitar o acesso aos fundos europeus através da divulgação de informação sobre candidaturas e formas eficientes de gerir projetos. Francisco Cipriano, mentor da iniciativa e consultor da Fundação GDA para a área dos fundos europeus, irá moderar a apresentação do programa de apoio exclusivo aos setores cultural e criativo, “Europa Criativa”, apresentado por Susana Costa Pereira, coordenadora executiva do Centro de Informação Europa Criativa e responsável pela Vertente MEDIA. No seguimento, serão apresentados três casos de sucesso, no âmbito deste apoio – a série televisiva Auga Seca e os festivais de cinema IndieLisboa e Curtas de Vila do Conde.

“Esta é uma ocasião para troca de experiências e para a apresentação de casos reais, permitindo discutir os processos necessários para concretização de projetos no terreno e fomentando novas ideias que conduzam a mais oportunidades de financiamento para o setor”, nota Mário Carneiro. “Esta sessão do #makethemost pode ser também uma oportunidade para os artistas que, devido à pandemia da Covid-19, foram forçados a interromper a sua atividade artística, recorrerem agora a financiamentos europeus para retomarem as suas atividades”.  

Fotografia de Jon Tyson, via Unsplash

Se queres ler mais notícias, clica aqui.

NO GERADOR ABORDAMOS TEMAS COMO CULTURA, JUVENTUDE, INTERIOR E MUITOS OUTROS. DESCOBRE MAIS EM BAIXO.

Já pensaste em tornar-te sócio gerador?

Ser Sócio Gerador é ter acesso à assinatura anual da Revista Gerador (4 revistas por ano), a descontos nas formações da Academia Gerador, passatempos exclusivos, experiências e vantagens na cultura.

Shopping cart
There are no products in the cart!
Continue shopping
0
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}
Copy link
Powered by Social Snap