É já hoje que o festival Prisma ocupa o auditório Rua de Carvalho, entre as 21h00 e as 23h00, para “convidar o público a experiência o evento através de um prisma”. A programação divide-se em três partes, que representam quatro áreas — a fotografia, o cinema, a música e a representação.

“Vamos tornar visível o invisível, criando uma experiência totalmente nova”, dizem em comunicado de imprensa. Levam esse conceito para a exposição fotográfica, “Os invisíveis da sociedade”, na qual mostram uma viagem entre as favelas do Rio de Janeiro e as ruelas de Lisboa, pelo olhar de Gustavo Queiroz e Henri Kisielewski; da curta-metragem “InspirAção”, que desvenda o processo criativo de diferentes artistas como Madalena Palmeirim ou Sasha Costa; e finalmente um concerto de Leo Middea. Este último terá uma abertura feita pelos atores Sofia Ribas e Duarte Mata, que farão “uma leitura de testemunhos de trabalhadores da área da cultura que foram afetados pela pandemia”, em colaboração com a União Audiovisual.

Este evento realiza-se no âmbito do projeto de final de curso da turma 3 de Produção de Eventos e Espetáculos da World Academy.

Local: Auditório Ruy de Carvalho, em Carnaxide

Data e hora: 14 de outubro, entre as 21h00 e as 23h00

Preço: 4€

Fotografia disponível via Unsplash