A Universidade Nova de Lisboa recebe, nos dias 9, 10 e 11 de Outubro, a conferência internacional Tracking the Creative Process in Music (TCPM), que reúne investigadores de várias origens para discutir a criatividade artística e o estudo dos processos de criação musical, passados e actuais.

Os investigadores convidados vêm de diferentes áreas académicas — como história, análise musical, psicologia, filosofia, ciência cognitiva, antropologia, ou design de som, entre outras — e propõe-se a discutir as diferentes metodologias desenvolvidas nos últimos 30 anos na sua disciplina de estudo, com o objectivo de melhor perceber os procedimentos, técnicas e know-how usados por música na criação de projectos criativos.

Actualmente, o interesse crescente pela função da improvisação nos processos criativos, a dimensão colaborativa do trabalho artístico, a redefinição dos papéis do compositor e do performer, a transmissão de trabalhos que envolvem tecnologia, entre outros, leva diversos investigadores de áreas disciplinares diferentes a querer pensar e estudar o trabalho de compositores do cânone musical ocidental, aumentando, assim, também, a extensão do debate e da própria área de estudo. Neste sentido, a conferência pretende ser o palco de apresentação e discussão de várias descobertas recentes em diversas áreas de estudo, sempre relacionado com a música, os processos criativos e a produção musical.

A participação está sujeita a inscrição, feita no dia 9 de Outubro, primeiro dia de conferências, antes da sessão de abertura. No dia 11 de Outubro, o último dia de conferências, está marcado um concerto de encerramento no Palácio Nacional de Mafra, a partir das 17h30, ao qual se segue um jantar de gala.
Sabe mais sobre o programa do Tracking the Creative Process in Music aqui.

Texto de Francisco Cambim
Fotografia de Ira Selendripity disponível via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.