fbpx
Menu Grande Pesquisa
Carrinho0
Sábado, 6 Junho 2020

Projeto #garanteolugar pretende comprar os lugares desativados das salas de espetáculo

Lançado durante esta primeira semana de junho, o projeto #garanteolugar pretende colocar em parceria salas de espetáculo e marcas/empresas de forma a garantir uma “programação cultural regular” e a “manutenção dos níveis de rendimento para a comunidade artística”.

A iniciativa de Raquel Pinhão e Teresa Pinheiro ganha forma com a criação de contratos de apoio, através dos quais é acordada a compra, por parte das marcas/empresas, dos lugares que ficam vazios, fruto das restrições impostas pelas autoridades de saúde nacionais. O objetivo é, sobretudo, consciencializar e apelar às marcas pela responsabilidade social no apoio ao setor cultural, enquanto as casas poderão garantir as lotações esgotadas, que, consequentemente, vão permitir condições financeiras para a manutenção da programação.

A minimização dos impactos financeiros, garantida pela recuperação da bilheteira, que à partida não poderia atingir a lotação máxima, prevê-se “essencial para a manutenção e renovação de contratos assumidos com artistas e agentes culturais e que, como tal, representará um contributo para a continuidade dos seus rendimentos e para a criação de oportunidades num sector severamente fustigado pela crise pandémica”, lê-se em comunicado.

Assim, em termos de proposta, esta visa assegurar, mais do que viabilidade na reabertura de portas destes espaços culturais, benefícios para as quatro partes que, direta ou indiretamente, estarão envolvidas. A organização do #garanteolugar crê que a compra dos lugares desativados de cada espetáculo resulte na viabilidade financeira das salas de forma a que estas possam continuar a garantir programação. Consecutivamente, estas casas poderão assegurar a manutenção e rendimentos dos vários agentes culturais envolvidos. Esta manutenção de oferta variada e consistente resultará assim numa “oportunidade de retorno de reconhecimento e valorização de marca enquanto impulsionador da oferta cultural com uma atuação real e impactante na sociedade”.

Entre as contrapartidas para as salas de espetáculo estão a “venda antecipada dos lugares não ocupados da sala" e  a “comunicação, através dos canais de divulgação da marca e da plataforma #garanteolugar, da programação da sala cujos lugares não ocupados foram comprados”. Mas também as marcas terão benefícios associados ao seu investimento, tais como a “utilização futura de parte do número de bilhetes comprados para oferta em ações de promoção, incentivo de vendas, convites” e a “possibilidade de colocação de materiais de visibilidade na sala”, bem como “ações de ativação nos foyer e outros locais da sala”.

O papel do #garanteolugar será de mediador entre espaços e empresas, desde a fase de acordo até à implementação. Nesta primeira fase, o projeto pretende “garantir a viabilidade das salas na sua programação de segundo semestre de 2020, podendo no entanto a ação ser prolongada”, admite a organização.

Esperam com esta iniciativa não só alavancar a atual situação crítica da cultura e dos espaços culturais, como garantir desde já novas pontes de parcerias, através desta aproximação de marcas e apoios privados, e ainda, para as marcas garantir a “possibilidade de potenciar o engagement com o público numa ação que trabalha a construção de valor para a marca”.

Texto de Bárbara Dixe Ramos
Cartaz de #garanteolugar

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.

MAIS ARTIGOS DE Notícias, DESTAQUE

Notícias 4.Ago.2021

FUSO regressa com videoarte e reflexões sobre fronteiras

A videoarte está de volta aos jardins e claustros dos museus de Lisboa. O FUSO - Anual de Videoarte Internacional de Lisboa regressa entre 25 e 29 de agosto para…

Notícias 4.Ago.2021

Drawing Room Lisboa reúne trabalhos de 70 artistas nacionais e internacionais

Num misto de evento presencial e online, a Drawing Room Lisboa regressa entre 27 e 31 de outubro para realizar esta que é a sua 4ª edição. 27 galerias de…

Gargantas soltas 4.Ago.2021

Não saber

Sob a borda verdejante, o ribeiro bravamente manso. Turbulento, pelo brotar sem freios de uma pura fonte. A sua transparência evoca a quimera, olhar a origem é não vê-la. Todavia,…

Reportagens 4.Ago.2021

Voz das Palavras, o projeto que combate o isolamento e une as pessoas através da poesia

Tudo se alinhou com o confinamento: um projeto que estava na gaveta, a vontade de dar voz à poesia e a necessidade de combater a solidão. A Voz das Palavras…

Notícias 3.Ago.2021

"O Desertor" de Pedro e Os Lobos: um single de corpo, alma e identidade

O mais recente single do projeto do guitarrista e compositor Pedro Galhoz conta agora com um vídeo de apresentação, de João Cavaleiro e João Paulo Pereira, que os transporta para…

Notícias 3.Ago.2021

União Negra das Artes constituída para defender “interesses específicos da negritude no setor cultural”

Há uma nova associação cultural que quer contribuir para aumentar a “representatividade negra no setor artístico em Portugal”. Constituída em Abril de 2021, “no seio da luta antirracista em Portugal…

Carrinho
There are no products in the cart!
Continue Shopping
0
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}
X
X
Partilhar
Copy link
Powered by Social Snap