A 14 de outubro, arranca o projeto "Música Omnipresente", envolvendo um grupo de 13 artistas e programadores de Leiria na orientação de sessões intensivas em comunidades escolares do concelho, convocando-as ainda para eventos em espaços culturais da cidade. A iniciativa estende-se até julho de 2020.

Entre os formadores estão Débora Umbelino (Surma), Filipe Rocha (Sean Riley & Slowriders), Gui Garrido (A Porta) e vários músicos dos First Breath After Coma, muitos deles ex-alunos em escolas onde vão assumir, agora, o papel de tutores.

A iniciativa da editora Omnichord Records, em parceria com o Serra – Espaço Cultural, pretende "dar a conhecer diferentes géneros musicais e as funções e ofícios do meio, falar do método de criação e preparar os participantes para o palco e para o público", refere a organização em comunicado.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de James Stamler via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.