“Um Museu Vivo de Memórias Pequenas e Esquecidas” é o novo espetáculo em cena, nos próximos dias 7 e 8 de fevereiro, no Teatro Viriato. Um dos objetivos da peça é revisitar mais de 80 anos da história de Portugal.

Com encenação e dramaturgia de Joana Craveiro, a obra foi desenvolvida durante um longo processo de pesquisa, que durou cerca de seis anos. De uma forma geral, pode-se dizer que o espetáculo abrange três momentos históricos: a Ditadura do Estado Novo, a Revolução do 25 de Abril e o processo Revolucionário seguinte.

Em comunicado, Joana Craveiro refere que “este não é um espetáculo de história, mas sim uma tentativa de investigar performaticamente, sobretudo, fragmentos de uma pequena memória que costuma não ter lugar, precisamente, nos livros de história. Nesse sentido, o espetáculo constrói-se como um conjunto de palestras performativas, cada uma sobre um aspeto específico de um dos três períodos”.

O espetáculo está dividido em sete partes e um prólogo, foi nomeado para Melhor Espetáculo do Ano pela Sociedade Portuguesa de Autores e tem percorrido Portugal desde 2014, somando ainda espetáculos em cidades como Londres, Paris, Belo Horizonte, entre outras.

Texto por Gabriel Ribeiro
Fotografia de Estelle Valente via press release

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.