Foram desvendadas as últimas confirmações para o Semibreve 2019 que decorre, de 25 a 27 de outubro, em Braga.

Aftermovie Semibreve 2018 por Braga Cultura 2030

O cartaz já contava com as presenças de Avalon Emerson, Deaf Center, Rian Treanor e Scanner a quem se junta Miguel C. Tavares para um espetáculo musical e visual e ainda Ipek Gorgun e Nik Void que pisam pela primeira vez palcos portugueses.

Oren Ambarchi e Robert Aiki Aubrey Lowe são um dos nomes da lista das últimas confirmações da edição de 2019. Juntos, sobem ao palco do Semibreve pela pela primeira vez em formato duo, prometendo uma combinação única da eletrónica atual.

O fundador da Hyperdub, Steve Goodman, mais conhecido pelo nome de Kode 9, é mais um dos nomes que estará presente no festival. Reconhecido por ser o principal agitador da bass music no Reino Unido, podemos igualmente encontrá-lo em colaborações com artistas como Burial e The Spaceape.

Pode-se também contar com a presença de Felicia Atkinson, artista emergente da cena musical eletrónica e experimental. A fundadora da plataforma editorial Shelter Press, leva até Braga The Flower and the Vessel, o seu mais recente trabalho de estúdio.

À vasta lista de experientes ou emergentes artistas confirmados, junta-se Sofia Mestre com o seu projeto Clothilde, que através dos instrumentos construídos por Zé Diogo, conhecido por hobo & the birds, concede à música que cria, “paisagens emocionais e estéticas que nos enchem de texturas, melodias e secções sem ponto de chegada definido”.

Assim como escocês Drew McDowall que se junta a Florence To, sua conterrânea, que explora atualmente a ciência por detrás da deteção, geração e manipulação da luz no Laboratório Ibérico de Nanotecnologia, em Portugal. Juntos preparam um “impressionante” espetáculo audiovisual a apresentar num dos diversos locais da cidade de Braga.

Para fechar o cartaz do Semibreve 2019, foram anunciadas as presenças de Morton Subotnick e Suzanne Ciani. Subotnick, pioneiro da música eletrónica, estreia-se no Semibreve, depois de uma passagem pela Galeria Zé dos Bois, em Lisboa, em 2011. O compositor de Silver Apples of the Moon, em 1967, leva ainda consigo, até Braga, o artista Lillevan.

Ciani, com os seus sólidos 73 anos, pisa pela primeira vez Portugal para dar um concerto no Semibreve. É a compositora da identidade sonora da Coca-Cola e da Atari, sendo “uma das mais bem-sucedidas e criativas compositoras de música eletrónica das últimas décadas”. Com mais de 40 anos de carreira, a pioneira do uso dos sintetizadores, prepara um concerto com o sintetizados Buchia a apresentar ao publico do festival.

Texto de Rita Matias dos Santos
Fotografia de Lucas Gallone disponível via Unsplah

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.