A longa-metragem Serpentário vai ser exibida na 58.ª edição do Ann Arbor Film Festival, a ter lugar nos Estados Unidos da América, entre os dias 24 e 29 de março. Este é o primeiro filme da produtora portuguesa Mirabilis de António Gonçalves e Carlos Conceição.

Ainda sem ter estreado em Portugal, Serpentário vai ser apresentado num dos festivais mais conceituados do cinema experimental vanguardista. A história conta a história de um rapaz que vagueia numa África pós-catástrofe à procura da mãe e é protagonizado por João Arrais.

A longa-metragem já foi distinguida em vários festivais: recebeu o prémio de Melhor Realizador do Novos Cinemas, em Pontevedra; Prémio Revelação do Doclisboa; prémio Nuove Visione no Sicilia Queer, em Itália; o Prémio do Público do Burgas Film Festival, na Bulgária; o Prémio de Melhor Montagem no festival Filmadrid e ainda a menção especial do júri Nouveaux Alquimistes, do Festival du Nouveau Cinéma, no Canadá.

Carlos Conceição cresceu em Portugal e estudou na Escola de Cinema de Lisboa, onde ingressou em 2002. Lançou a primeira curta-metragem, Carne, em 2010, seguindo-se Versailles, Coelho Mau, entre outras.

Texto por Gabriel Ribeiro
Fotografia via press release 

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.