A Casa do Design de Matosinhos mostra cem anos de telecomunicações e correios em Portugal com a exposição Sinal, patente até ao dia 14 de julho, numa viagem pela evolução do design de marcas, equipamentos, fardamentos e serviços.

SINAL – 100 Anos de Design das Telecomunicações e dos Correios em Portugal conta a história da passagem da carta manuscrita à comunicação móvel e digital, do telegrama ao e-mail e até à mensagem no Whatsapp. Organizada pela Câmara Municipal de Matosinhos, pela Fundação Portuguesa das Comunicações e pela esad-idea, Investigação em Design e Arte, põe lado a lado a evolução tecnológica e o desenvolvimento do design nacional e as principais correntes artísticas que lhe estão associadas, que andaram de mão dada. 

Com balizas temporais estabelecidas entre o final do século XIX e a entrada no século XXI, José Bartolo, o curador, tenta mostrar de que forma as telecomunicações e os correios reconfiguraram a vida pública e privada dos portugueses. A instituição do código postal, a criação do Correio Azul, a memória dos CTT e da TLP – Telefones de Lisboa e Porto, são alguns dos marcos históricos a compor a exposição que se organiza em seis núcleos expositivos — transmissão, rede, equipamento, mensagem, identidade e emissão.

“Ponderada de modo retrospetivo, a reconfiguração das nossas vidas gerada pela passagem da lenta comunicação escrita ao paradigma dos contactos instantâneos, móveis e digitais foi também assinalada por momentos em que o design gráfico, urbano, de comunicação e industrial contribuiu de modo decisivo para tornar mais próxima a nossa relação com os Correios, o telégrafo, o telefone, o correio azul ou o e-mail. De uma forma ou de outra, o design esteve sempre em toda a parte”, são as declarações da presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Luísa Salgueiro, no comunicado de imprensa. 

O texto curatorial pode ser lido na integra, aqui

Texto de Carolina Franco
Fotografia de arquivo digitalizada por Luis Pavao Lda, em Março de 2007

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.