fbpx
Menu Grande Pesquisa
Carrinho0

Sugestões de Natal por Moullinex

Moullinex é o alter ego de Luís Clara Gomes, referência nacional da música disco. Trabalha como produtor, DJ e é também músico multi-instrumentista. Juntamente com Xinobi, fundou a Discotexas (DTX), plataforma dedicada ao lançamento de música electrónica (mas não só) e à reunião/partilha entre músicos. Se quiseres saber mais sobre os artistas que fazem parte da família DTX clica aqui. O primeiro álbum de Moullinex, “Flora”, foi lançado em 2012. Um dos temas mais conhecidos é “Take my Pain Away”. Seguiu-se “Elsewhere” (2015), e Hypersex (2017).

Take My Pain Away, Flora, Moullinex

O álbum “Hypersex” é apresentado como uma carta colectiva de amor ao mundo da noite, à azáfama das discotecas e das suas pistas de dança. Neste trabalho, para além de Moullinex, estão implicados os artistas Ghetthoven, Gui Salgueiro, Diogo Sousa e Gui Ribeiro. “Acreditamos que podemos dançar para um mundo melhor. Um mundo com espaço para todos, independentemente da origem, ideias políticas, raça, religião, género e sexualidade”, diz-nos a descrição oficial de “Hypersex”. O discurso é pró-inclusão.

Luís Clara Gomes nasceu em Viseu e tem 35 anos. Antes de se dedicar à música a tempo inteiro, era investigador nas áreas da Neurologia e Astronomia. “Estudei Engenharia de Computadores e Telemática na Universidade de Aveiro, onde também concluí um Mestrado na área dos Brain-Computer Interfaces, o que me levou a Munique, para iniciar um doutoramento”. Contudo, a música esteve sempre presente. Foi crescendo a necessidade de lhe dedicar cada vez mais tempo e, a determinada altura, Luís deixou a investigação. “Não excluo a possibilidade de voltar!”, acrescenta. Quando questionado sobre novos projetos, Luís Clara Gomes revela que está a preparar o seu quarto álbum. “Espero começar a desvendá-lo no ano que vem”, conclui.

Moullinex aceitou a proposta Geradora e deu-nos sugestões para acalmar o rebuliço natalício:

Um livro

Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa

Um CD

Carlos Bica & Azul: Azul, de Carlos Bica

Um filme

Escolher um é difícil. Por isso, dois: “Verdes Anos” (1963) de Paulo Rocha, pela incrível banda sonora, e “O Filme do Desassossego” (2010) de João Botelho, pela audácia.

Um evento cultural a não perder

DTX Marks the Spot, no Lux Frágil (Lisboa), dia 6 de dezembro.

O que não te pode faltar na mesa de Natal?

Polvo frito. E couves cozidas em panela de ferro. Um clássico na minha família.

Ainda sobre a época natalícia, Moullinex acrescenta "Choca-me a quantidade de desperdício, de ansiedade e de stress que são gerados todos os anos por construirmos, enquanto sociedade, muitas expectativas à volta do Natal. Na verdade, o que mais valorizo nesta altura do ano é o facto do mundo inteiro parar. É uma altura perfeita para nos dedicarmos, seja à nossa família ou aos amigos, seja àquela mesa de doces, seja à introspecção que esta quadra permite. As minhas sugestões são válidas para todo o ano. Talvez sejam boas para aproveitar estes dias também."

Texto de Maria Costa
Fotografia de Nash Does Work

Se queres ler mais crónicas da Pergunta da Sorte, clica aqui.

NO GERADOR ABORDAMOS TEMAS COMO CULTURA, JUVENTUDE, INTERIOR E MUITOS OUTROS. DESCOBRE MAIS EM BAIXO.

Já pensaste em tornar-te sócio gerador?

Ser Sócio Gerador é ter acesso à assinatura anual da Revista Gerador (4 revistas por ano), a descontos nas formações da Academia Gerador, passatempos exclusivos, experiências e vantagens na cultura.

A tua lista de compras
O teu carrinho está vazio.
0