fbpx
Menu Grande Pesquisa
Carrinho0

Teatro D. Maria II anuncia leituras encenadas de teatro brasileiro

Numa parceria com a Embaixada do Brasil em Lisboa, o Teatro Nacional D. Maria II apresenta o programa Leituras Encenadas de Teatro Brasileiro. A iniciativa, inserida nas comemorações do bicentenário da independência do Brasil, decorre de 1 a 22 de outubro.

Fotografia da cortesia de Teatro Nacional D. Maria II

O Beijo no Asfalto, de Nelson Rodrigues; Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna; Agreste, de Newton Moreno; e Fala baixo senão eu grito, de Leilah Assumpção, são os textos que compõem a programação, a fim de contribuir para a justa divulgação da dramaturgia brasileira.

A organização justifica a seleção ao afirmar que se trata de alguns dos maiores autores da língua portuguesa do século XX, responsáveis por moldar a cultura do país.

As apresentações realizam-se sob a direção de encenadores do atual meio teatral português. A 1 de outubro, Keli Feitas coordena a leitura de O Beijo no Asfalto, seguida da versão de Carla Bolito do Auto da Compadecida, no dia 8 do mesmo mês. Agreste destaca-se a 15 de outubro, dirigido por Álvaro Correia, antes do encerramento do programa, na semana seguinte, com a leitura de Fala baixo senão eu grito, assinada pelo diretor artístico do D. Maria II, Pedro Penim.

Nas vozes de João Grosso, José Neves, Manuel Coelho e Paula Mora, atores do elenco residente do Teatro Nacional, as obras também serão lidas por Diego Bragà, Diogo Liberano, Lara Mesquita e Nina Morena.

A iniciativa, em coprodução com a Embaixada brasileira em Lisboa, faz parte de uma série de atividades promovidas nos dois lados do atlântico em comemoração do bicentenário da independência do Brasil, proclamada no dia 7 de setembro de 1822. Segundo a organização, os eventos têm o objetivo de evidenciar as relações de mutualismo entre os países e projetar pontes para o futuro.

As Leituras Encenadas de Teatro Brasileiro têm entrada livre e acontecem todos os sábados, de 1 a 22 de outubro, às 16h, no Salão Nobre Ageas do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa.

NO GERADOR ABORDAMOS TEMAS COMO CULTURA, JUVENTUDE, INTERIOR E MUITOS OUTROS. DESCOBRE MAIS EM BAIXO.

Já pensaste em tornar-te sócio gerador?

Ser Sócio Gerador é ter acesso à assinatura anual da Revista Gerador (4 revistas por ano), a descontos nas formações da Academia Gerador, passatempos exclusivos, experiências e vantagens na cultura.

A tua lista de compras
O teu carrinho está vazio.
0