fbpx
Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Tempos Livres. Iniciativas culturais pelo país que vale a pena espreitar

Todas as semanas o Gerador recomenda-te iniciativas culturais pelo país que vale a pena espreitares. Descobre em baixo as nossas sugestões.

Texto de Gerador

Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

ΛƬSUMOЯI

Teatro Académico de Gil Vicente, Coimbra

27.04

A coreógrafa Catarina Miranda foi recentemente nomeada para o prémio criado pela Fundação Calouste Gulbenkian, o Salavisa Dance Award 2024. Distinguindo-se na área da dança, apresenta agora ΛƬSUMOЯI, coapresentado pelo Festival Abril Dança Coimbra, no Teatro Académico Gil Vicente em Coimbra, e No Festival Dias da Dança, no Porto.

A peça de teatro é “ancorada no movimento, n luz e no som”, onde se cruzam espertos e memórias, passado e presente, técnicas ancestrais e linguagens futuristas”, reforçando a vertente artística da autora nas áreas da topografia e sua relação com o mover de um corpo.

Partindo da obra japonesa noh, escrita por Zeami Motokiyo, foi criada esta versão contemporânea que conta com um cunho onírico e fantasmagórico, refletido na história de uma jovem samurai que, depois de morta em combate, regressa ao campo de batalha como entidade espiritual numa procura de conciliação com o seu fim.

“Vejam Bem”, ciclo de cinema 

Casa Independente , Lisboa 

30.04

Ao longo do mês de abril, a Casa Independente apresenta o ciclo de Cinema “Vejam Bem”, curando por Renata Sancho, realizadora e produtora na Cedro Plátano. Todas as terças abre-se espaço à exibição de filmes que questionam o pensamento de uma das datas mais relevantes na História do nosso país, o 25 de Abril. 

Depois de “Estética, Propaganda e Utopia no Portugal do 25 d eAbril” (2014), “C. Gestos e Fragmentos” (1982), “O medo à Espreita” (2015), e “”Outra forma de luta (2014), chegamos à última sessão deste ciclo - “De Armas e Bagagens” (2013), de Ana Delgado Martins. O filme é seguido de conversa, para que as imagens sejam contexttualizadas num momento de diálogo acerca das questões que marcam o pós-Revolução.

Outsiders - Ciclo de Cinema Independente Americano

Cinema São Jorge, Lisboa 

30.04 a 5.05

O Outiders - Ciclo de Cinema Independente Americano, apoiado pela FLAD - Fundação Luso-American para o Desenvolvimento, realiza a sua próxima edição no Cinema São Jorge, em Lisboa.

Entre 30 de abril e 5 de maio, é objetivo desta edição responder à questão “o que é, hoje, a família americana?”, através de uma curadoria de dez filmes independentes nunca antes apresentados em Portugal, que nas suas narrativas espelham o retrato da América contemporânea.

A sessão de abertura, na Saka Manoluel de Oliveira, contará com a mostra do filme da realizadora Morissa Maltz “The Unknown Country”, dia 30 de abril, às 21h15.
Descobre toda a programação AQUI

Concerto Aldina Duarte 

Theatro Circo, Braga 

3.05

Aldina Duarte, fadista e autora de 9 álbuns editados, apresenta o seu mais recente “Metade-Metade”, no Theatro Circo em Braga no dia 3 de maio. 

Num disco cujas canções foram inteiramente escritas pela rapper Capicua, é expressa uma nova vertente da artista, onde a expressão do amor romântico dá lugar a um outro espectro de amores: a música, a poesia, os livros, a natureza, a partilha comunitária e “tudo o que nos torna pessoas”.

O concerto de apresentação, classificado como um elogio à vida, sobrevoando as sonoridades únicas do fado, contará ainda com as interpretações dos músicos Bernardo Romão (guitarra portuguesa), Rogério Ferreira (viola), e Ana Isabel Dias (harpa).

A Pedra, A Mágoa 

Teatro das Fuguras, Faro

4.05

O novo espetáculo a ser apresentado no Teatro das Figuras, em Faro é “A pedra, A mágoa”, com direção artística, criação, e concepção plástica de Daniel Matos, o  coreógrafo, performer e artista visual que conta já com uma série de trabalhos nas áreas do espetáculo e da formação artística.

A peça é uma exploração do território nacional, focando-se na observação de pedreiras abandonadas, a sua aceleração de decomposição, estabelecendo por sua vez um paralelo com o conceito de Família. Num espaço de mitológico de acolhimento e disrupção, o espectador será levado à máxima contemplação.

17º Festival Internacional de Cinema de Santarém

Teatro Sá da Bandeira, Santarém 

15 a 19.05

Depois de três décadas de pausa, o Festival Internacional de Cinema de Santarém, criado em 1971, focado na descentralização da mostra de cinema, regressa à cena cultural nacional.

Com apoio do Cineclube de Santarém e da Câmara Municipal de Santarém, o Festival regressa para a sua 17ª edição, que conta com sessões de filmes que exploram as temáticas do mundo rural e ambiental.

Com seis secções que o formam - Competição Internacional; Competição Nacional;Em Foco;Panorama;Sementes e Rebentos;Cinema à Mesa, o festival propõe um reavivar da vida cultural de Santarém, oferecendo ainda aos espectadores e participante atividades paralelas ao cinema como workshops, conversas, debates, exposições e provas de vinho.

Publicidade

Se este artigo te interessou vale a pena espreitares estes também

14 Junho 2024

Tempos Livres. Iniciativas culturais pelo país que vale a pena espreitar

13 Junho 2024

Ansiedade Política: Como Lidar com a ascensão da Extrema Direita?

12 Junho 2024

42: Prólogo

12 Junho 2024

Haris Pašović: “Não acredito que a arte deva estar desligada da realidade”

11 Junho 2024

Sobre o Princípio de Reparação do Dano Ambiental (e a Necessidade de Tutelar o Direito ao Ambiente)

11 Junho 2024

Prémio Fundações vai dar 50 mil euros a projetos de arte, ciência, cidadania e solidariedade

10 Junho 2024

Matilde Travassos: “A intuição é a minha única verdade”

7 Junho 2024

Tempos Livres. Iniciativas culturais pelo país que vale a pena espreitar

6 Junho 2024

Em voz alta: Medo em tempos de ódio

6 Junho 2024

Sobre o novo aeroporto e a sustentabilidade do setor da aviação

Academia: cursos originais com especialistas de referência

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Soluções Criativas para Gestão de Organizações e Projetos [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Comunicação Digital: da estratégia à execução [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Introdução à Produção Musical para Audiovisuais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Comunicação Cultural [online e presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Narrativas animadas – iniciação à animação de personagens [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Práticas de Escrita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Jornalismo e Crítica Musical [online ou presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Produção de Eventos Culturais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Pensamento Crítico [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação ao vídeo – filma, corta e edita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Viver, trabalhar e investir no interior [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação à Língua Gestual Portuguesa [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

O Parlamento Europeu: funções, composição e desafios [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Fundos Europeus para as Artes e Cultura I – da Ideia ao Projeto

Duração: 15h

Formato: Online

Investigações: conhece as nossas principais reportagens, feitas de jornalismo lento

5 JUNHO 2024

Parlamento Europeu: extrema-direita cresce e os moderados estão a deixar-se contagiar

A extrema-direita está a crescer na Europa, e a sua influência já se faz sentir nas instituições democráticas. As previsões são unânimes: a representação destes partidos no Parlamento Europeu deve aumentar após as eleições de junho. Apesar de este não ser o órgão com maior peso na execução das políticas comunitárias, a alteração de forças poderá ter implicações na agenda, nomeadamente pela influência que a extrema-direita já exerce sobre a direita moderada.

22 ABRIL 2024

A Madrinha: a correspondente que “marchou” na retaguarda da guerra

Ao longo de 15 anos, a troca de cartas integrava uma estratégia muito clara: legitimar a guerra. Mais conhecidas por madrinhas, alimentaram um programa oficioso, que partiu de um conceito apropriado pelo Estado Novo: mulheres a integrar o esforço nacional ao se corresponderem com militares na frente de combate.

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0