O mais recente álbum de Tiago Vilhena, Portugal 2018, será editado pela Pontiaq no dia 18 de Outubro de 2019.

Em 2018, o artista compôs e gravou as músicas do álbum Portugal 2018 que é interpretado quase na sua totalidade em português. Tiago Vilhena adopta uma postura mais tradicional, indo além da música tradicional portuguesa – a música chilena e a música grega são também duas grandes influências.

Esta coletânea inclui 10 músicas filosóficas e relaxadas, introspetivas e reveladoras, que traduzem uma jornada do artista na música de intervenção. Para além de ser apresentado com um cunho ativista, Portugal 2018 é também um álbum místico, falando-nos de profetas, de dilemas da morte e da vida, de poções e de milagres.

Um dos singles, “D’esta vida, inclui um videoclip realizado pela Zarolina. Trata-se de uma música descontraída que expõe três filosofias de vida, nenhuma é melhor que as restantes, funcionando como uma apelo à aceitação da diversidade. Cada filosofia é cantada por um artista diferente, a primeira pelo próprio Tiago Vilhena, a segunda por José Pancho (Marvel Lima e Zé Simples) e a última por Bia Dinis (April Marmara).

A primeira música do álbum, “Elixir do bem-estar”, que também é um single, fala-nos de estados de espírito, nomeadamente da tristeza, da vontade de sobreviver, de “aprender a ser”. Temas transversais a quem vive.

Para compreender o álbum Portugal 2018, nada melhor que ouvi-lo.

 

Texto de Maria Costa
Imagem da capa do álbum de Tiago Vilhena

Se queres ler mais notícias sobre cultura em Portugal clica aqui.