O Teatro Nacional de São João, no Porto, anunciou a retoma da programação artística em julho e ainda a antecipação da temporada 2020/2021, com início agora marcado para agosto.

O Teatro volta a receber o público já em julho, mas antes de estar aberto ao público-geral, o TNSJ não quis deixar de assinalar o esforço dos profissionais de saúde e da proteção civil. A apresentação da peça “Castro”, de António Ferreira, será exclusiva e gratuita para profissionais de saúde, proteção civil e “Amigos” do TNSJ. No total serão três as apresentações, entre os dias 2 e 4 de julho, devendo os interessados reservar previamente o seu lugar através do contacto 223 401 951 ou do email relacoespublicas@tnsj.pt.

“Vamos recomeçar com três recitas excecionais da ‘Castro’, dirigindo-as e oferecendo-as aos profissionais de saúde e da proteção civil que, de um modo muito especial, se têm empenhado na luta contra a pandemia, mas também aos ‘Amigos’ do São João, aqueles espectadores mais fiéis e mais regulares, que durante estes meses foram privados do teatro que lhes pertence”, afirmou o presidente do Conselho de Administração do TNSJ, Pedro Sobrado, em declarações à agência Lusa.

“Castro”, encenado por Nuno Cardoso, conta com a participação de alguns atores “quase” residentes do TNSJ, são eles Afonso Santos, Joana Carvalho, João Melo, Maria Leite, Mário Santos e Rodrigo Santos. Esta peça será ainda, logo de seguida, entre 9 e 11 de julho, apresentada no Festival Almada. Só depois regressa ao TNSJ, a 20 de agosto.

Esta é mais uma das novidade do Teatro. De acordo com Pedro Sobrado, esta “é a primeira vez em 25 anos que o TNSJ tem uma programação ao longo de todo o mês de agosto”. O arranque normal da temporada 2020/2021 seria apenas em setembro, mas, este ano, o regresso acontece a 6 de agosto com a estreia da peça 'O Burguês Fidalgo', que ficará em cena até dia 23 desse mês, no TeCA, espaço sob a alçada do TNSJ.

Texto de Bárbara Dixe Ramos
Fotografia do TNSJ

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.