Define-se como um “projecto interdisciplinar e participativo” e está à procura de seis participantes que o integrem em contexto de residência artística. A Unloop pretende intérpretes “que estejam motivados a participar de uma experiência performativa e criativa única, determinada pelo local onde acontece, e que se apresenta como um jogo, onde as escolhas dos espectadores determinarão o espectáculo visionado”, de acordo com nota enviada ao Gerador.

O projeto “convoca e dirige-se a pessoas com ou sem experiência em artes performativas, mas que tenham uma motivação particular de trabalho com o corpo e interesse na multidisciplinaridade. Todos os tipos de corpos são considerados, o trabalho é desenvolvido in loco e aberto a pessoas provenientes de qualquer região do país”, lê-se em comunicado.

A atividade visa “trabalhar o desenvolvimento de destrezas físicas e de composição coreográfica abraçando a arte visual e a sonoplastia”. “Trata-se de um processo criativo experimental, cujo resultado será em grande parte definido pelo contributo dos participantes face às propostas apresentadas, apresentando-se finalmente como um jogo que acontece com os espectadores.”, explicam os promotores.

As residências terão lugar no espaço Cultivamos Cultura, em São Luís, Odemira durante o mês de Outubro e nas Oficinas do Convento em Montemor-o-Novo, durante o mês de Novembro. O foco será “o questionamento e reflexão sobre o que é a memória no corpo, e como os processos neuronais afectam a nossa própria percepção do passado e do presente e, consequentemente, como se traduzem em estados e linguagens corporais distintos e pessoais”.

O projeto é dirigido artisticamente por David Negrão, artista visual, e Sara Montalvão, bailarina e coreógrafa e conta com a colaboração criativa do músico e compositor Sérgio Walgood. Tem o apoio financeiro do programa Garantir Cultura – GEPAC, Ministério da Cultura, apoio residências Cultivamos Cultura (São Luís) e Oficinas do Convento (Montemor-o-Novo).

Todas as informações e detalhes para inscrição estão disponíveis na página do Unloop.

Imagem via Facebook Unloop

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal clica aqui.