Hoje, dia 18 de Setembro, teve início a campanha “Vamos Reinventar o Plástico”, do Pacto Português para os Plásticos, lançado em Fevereiro de 2020, a qual “pretende sensibilizar os consumidores portugueses para uma utilização responsável do plástico”, lê-se no comunicado de imprensa.

O objectivo do Pacto, liderado pela Associação Smart Waste Portugal, apoiado pelo Governo Português e pertencente à rede global de Pactos dos Plásticos, da Fundação Ellen MacArthur, “é mobilizar a sociedade no processo de transição para uma economia circular dos plásticos em Portugal, uma economia onde continuamos a beneficiar das características do plástico, sem impactos no ambiente.” Já conta com mais de 80 entidades públicas e privadas, que assumiram cinco metas, as quais se comprometem atingir até 2025: “definir, até 2020, uma listagem de plásticos de uso único considerados problemáticos ou desnecessários e definir medidas para a sua eliminação, através de redesenho, inovação ou modelos de entrega alternativos (reutilização);” “garantir que 100 % das embalagens de plástico são reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis;” “garantir que 70 % ou mais, das embalagens plásticas são efetivamente recicladas, aumentando a recolha e a reciclagem;” “incorporar, em média, 30 % de plástico reciclado nas novas embalagens de plástico;” e “promover atividades de sensibilização e educação aos consumidores (atuais e futuros) para a utilização circular dos plásticos.”

Depois do envolvimento de várias empresas, entidades governamentais, ONG’s, associações e universidades, esta campanha apela à participação dos cidadãos e das cidadãs. Neste primeiro momento, a sua presença será digital.

“A campanha ‘Vamos Reinventar o Plástico’ representa o ponto de partida no engajamento e sensibilização do elemento mais importante da cadeia de valor – os consumidores. Só com a adesão dos consumidores portugueses ao Pacto Português para os Plásticos será possível criar um futuro verdadeiramente sustentável e circular”, refere Pedro São Simão, coordenador do Pacto Português para os Plásticos.

Texto de Raquel Botelho Rodrigues

Ilustração da cortesia do Pacto Português para os Plásticos