A 9ª edição do Verão Azul — festival internacional de artes decorre em Loulé, Faro e Lagos entre os dias 17 de outubro e 2 de Novembro, este ano sob o mote “Pela Estrada Fora”, de Jack Kerouac.

Com a primeira edição a acontecer em 2011, o festival dirigido pela dupla de artistas Ana Borralho e João Galante e produzido pela associação cultural casaBranca assume agora um formato bienal e, nos seus anos intercalares, dedica-se a trabalhar, juntamente com artistas convidados, a sua intenção artística de descentralização e de aprofundamento de relações com os contextos e as comunidades locais.

Este ano, o Verão Azul volta a trazer às cidades algarvias diversas propostas de teatro, dança, música, performance, artes visuais e cinema, num total de 21 espectáculos, com duas estreias nacionais e quatro estreias no total, contando com vários artistas nacionais e internacionais. “Mining Stories”, dos belgas Silke Huysman e Hannes Derreere, é o espectáculo de abertura do Verão Azul e uma das duas estreias nacionais do festival, com apresentação marcada para o dia 17 de Outubro, às 21h30, no Cine-Teatro Louletano, para uma sessão única. A segunda estreia nacional é o concerto-performance “Storm Atlas”, apresentado no dia 24 de Outubro, por parte da companhia de dança italiana Dewey Dell, formada por Teodora, Demetrio, Agata Castellucci e Eugenio Resta.

Tó Trips e Tiago Gomes © vagabundos da nite

O encerramento do festival ficará a cargo de Tó Trips e Tiago Gomes, no dia 2 de Novembro, para o espectáculo “On the Road” (Pela Estrada Fora), baseado no livro homónimo de Jack Kerouac. Os dois performers e o vídeo realizado por Raquel Castro prometem remeter o espectador para a route 66.
Além das performances, o festival propõe exposições, como a exposição individual do cineasta, fotógrafo e editor André Príncipe, no dia 17 de Outubro, intitulada “Expats – Viver num País Estrangeiro”, ou também sessões de cinema a decorrer em locais como o CineClube de Faro, o Auditório do Solar da Música Nova, em Loulé, ou o Galeria LAR, em Lagos. O Verão Azul inclui ainda várias actividades paralelas, como workshops de dança e improvisação musical ou masterclasses, e sessões para escolas.

Podes saber mais sobre o programa do festival no site oficial do Verão Azul ou visitar a sua página de Facebook.

Texto de Francisco Cambim
Fotografia de Tom Callemin do espectáculo “Mining Stories”

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.