O coreógrafo Victor Hugo Pontes regressa aos palcos com o espetáculo “Os Três Irmãos”, no dia 18 de setembro, na cidade de Viseu. Esta estreia abre a nova temporada do Teatro Viriato, que decorrerá entre setembro e dezembro.

Através da transformação de um texto do escritor Gonçalo M. Tavares, Victor Pontes pretende abordar, em cena, o desaparecimento dos elementos familiares.

“Abelard, Adler e Hadrian são os três irmãos: quando se encontram naquele não-lugar, procuram o rasto dos seus pais, marcam a giz a sua ausência, lavam-se, comem juntos à mesa, carregam os corpos uns dos outros em sacrifício ritualizado, carregam-se aos ombros, vivem em fuga, praticam o jogo perigoso do encontro com o passado”, lê-se no comunicado de imprensa “Os Três Irmãos”, do Teatro Viriato.

Depois de Viseu, onde será apresentado nos dias 18 e 19, o espetáculo marcará, ainda, presença no São Luiz Teatro Municipal, de 25 a 28 de fevereiro de 2021, e no Festival Dias da Dança-Grande, Auditório do Rivoli, no dia 30 de abril e 1 de maio de 2021.

A peça “Os Três Irmãos” é uma coprodução de várias entidades, nomeadamente o Nome Próprio, a Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, o Cine-Teatro Louletano, o São Luiz Teatro Municipal, o Teatro Municipal do Porto e o Teatro Viriato.

Texto de Isabel Marques
Fotografia disponível via facebook Teatro Viriato