Guimarães prepara-se para receber a 6ª edição do Westway LAB, que decorrerá entre os dias 10 e 13 de abril. Fundado em 2014, o festival pretende continuar com a missão de operar uma “transformação cultural, social e económica por via da música”, nesta que será 6ª edição do evento.

No total, o Westway LAB conta este ano com a presença de mais de duas centenas de profissionais nacionais e internacionais da área da música para discutir (Conferências Pro), criar e mostrar o seu talento através de residências artísticas (Centro de Criação de Candoso) e/ou showcases cujo centro nevrálgico será o Centro Cultural Vila Flor – CCVF, mas que se estenderão a toda a cidade de Guimarães.

À semelhança de anos anteriores, o Westway LAB dá corpo à sua característica formativa ao apresentar o Canadá como país em destaque para esta edição. Neste sentido, a representação canadiana presente no festival será representada pelas vozes femininas das cantautoras Sarah MacDougall e Megan Nash, pelos The East Pointers, os Tribe Royal e, ainda, a dupla Les Deuxluxes.

No domínio internacional, o cartaz compõem-se ainda de nomes como o da italiana Violetta Zironi, da dupla austríaca Mickey, do holandês Jacco Gardner, da sueca Elin Namnieks, dos polacos Izzy and The Black Trees, do grego Theodore e dos americanos Tashi Wada Group feat. Julia Holter.

No campo português, a delegação lusa fica a cargo de Beatriz Nunes, João Pascoal (Happy Mess), Captain Boy, Yoyo Boronia, Neev, Vaarwell, Marta Pereira da Costa, Smartini, Francisco Sales, The Black Mamba, Holy Nothing, Batida presents The Almost Perfect DJ, Mister Roland, Paraguaii e Whales.

De acordo com a organização, com um passe geral, pelo valor de 20 euros, vai ser possível assistir aos concertos dos The Black Mamba, Tashi Wada Group feat. Julia Holter, Batida presents The Almost Perfect DJ, Captain Boy, Mister Roland, Paraguaii e Whales. Os primeiros 150 passes dão, ainda, acesso exclusivo ao concerto de abertura com Jacco Gardner.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia do evento no Facebook

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.