Entre os dias 10 e 16 de maio decorre a 2ªedição do concurso de ilustração que se debruça sobre a ansiedade abre candidaturas. A iniciativa decorrerá no instagram do projeto (ins)Pira em jeito de celebração da Mental Health Awareness Week. Cada ilustrador poderá participar com dois trabalhos.

Nascido em 2020 a partir de uma conversa de amigas, o projeto (ins)Pira, que tinha apenas como objetivo ser o espaço onde as fundadoras contavam a sua experiência mas com um "twist de cor e otimismo" cresceu e, hoje, reúne uma comunidade de partilha digital onde, semanalmente, são lançadas ilustrações, criadas a partir de frases enviadas pelos membros da comunidade.

Permitindo assim criar a 2ªedição do concurso de ilustração cujo tema "O começo: Porque é que é difícil pedir ajuda?", se assume como o mote do concurso, aberto a ilustradores e não ilustradores, com o objetivo de, não só dar voz ao talento nacional, mas também continuar a despertar para novas formas de comunicar sobre saúde mental, a (ins)Pira junta-se novamente à "Ó!Galeria".

Durante os 6 dias cada ilustrador poderá participar com dois trabalhos. Terminadas as candidaturas, as ilustrações vão ser avaliadas pelas fundadoras do projeto em conjunto com os parceiros desta edição e os finalistas serão conhecidos no dia 18 de Maio, no instagram do (ins)Pira. Os três finalistas terão a oportunidade de ver os seus trabalhos à venda na "Ó!Galeria" e o grande vencedor terá a oportunidade de receber um kit da marca de lápis Viarco e ainda um voucher com 3 sessões de terapia com um psicoterapeuta da clínica Hippocampus. Este voucher poderá ser utilizado pelo finalista ou oferecido a alguém que necessite.

Em comunicado o projeto afirma que "é essencial continuar a combater o estigma e incentivar a sociedade a pedir ajuda". A missão mantém-se. A equipa que compõe o projeto foi crescendo ao longo do tempo, contando assim com uma pedopsiquiatra e uma psicóloga que garantissem à comunidade um espaço seguro para todos. Até então, encaminharam mais de 100 pessoas para ajuda médica profissional, fizeram intervenções diretas em escolas e, agora, criaram a Fifth Floor Association, uma organização sem fins lucrativos cujo intuito é que se torne o espaço "mãe" de todos os projetos nos quais trabalham.


Texto de Patrícia Silva
Fotografia via Usplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.