De 6 a 28 de julho, as ruas de Águeda, enchem-se para o AgitÁgueda 2019, um festival multifacetado que conta com arte urbana, concertos, body paiting, animação de rua, gastronomia, artesanato, atividades desportivas e muito mais.

Durante 23 dias, a cidade de Águeda volta a encher-se de milhares de chapéus-de-chuva coloridos para receber a 14ª edição do AgitÁgueda, que prevê inúmeras instalações de arte urbana que fazem das ruas da cidade, uma galeria a céu aberto. Águeda abre as portas para a arte com o objetivo de dinamizar a cidade, e tornar-se num evento importante da cidade. O cartaz musical do festival anuncia agora as primeiras confirmações de artistas nacionais e internacionais. Na lista dos primeiros nomes estão Gipsy Kings, a banda de raízes ciganas que conta com 40 anos de carreira, Calema, banda de António e Fradique Ferreira, cujas canções já fazem parte de bandas sonoras de telenovelas portuguesas e ainda o brasileiro Vitor Kley, fenómeno das redes sociais no Brasil, vem agora até Águeda.

Os mais novos estão também incluídos na programação cultural do festival com o AgitaKids, assim como inclui-se na mesma a Feira de Artesanato, espetáculos de rua, performances, o Carnaval Fora D’Horas, um palco para DJ’s, e ainda 45 tasquinhas que pretendem mostrar o melhor da gastronomia do concelho.

Um dos principais destaques desta edição é o reforço de iniciativas de proteção ambiental. De 6 a 7 decorrerá o habitual Encontro Internacional de Estátuas Vivas, e em simultâneo, o I Encontro de Estátuas Vivas “Júnio”, cujo tema central é o “Ambiente”, com o intuito de sensibilizar a população jovem. E ainda, “As Criaturas da Água” será o tema da edição deste ano do AgitÁgueda Bodypainting, numa analogia ao tópico da contaminação e poluição das águas, em que cada equipa criativa terá de recolher lixo plástico junto aos cursos do rio Águeda e com ele criar painéis que servirão de pano de fundo às pinturas corporais que serão apresentadas nas ruas da cidade. Haverá ainda uma formação intensiva em body painting com a israelita Rotem Lots-Zaident, campeã Mundial de Bodypainting em 2018.

Estão ainda por anunciar mais informações acerca da programação cultural dos 23 dias do festival.

Texto de Rita Matias dos Santos
Fotografia de Ricardo Resende disponível via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.