KATARI é Catarina Henriques ou Catarina Eu Fêmea, como gosta de se imaginar. Copy de profissão, baterista de coração. Uma rapariga regular com alguns picos de emoção às sextas-feiras.

Mulher de palavras afiadas e baquetas em riste. Miúda singela que se auto-explica em formato poema:

Eu tenho dois amores/as palavras e os tambores/Às vezes penso com a tola/outras vezes com a tarola/A minha arma é a baqueta/mas também mato com a caneta/No meio está uma virtude qualquer/que faz ressalto nesta mulher/Sou pessoa batente/escrita em tinta permanente/Faço do bombo coração/e se não bato com o pé, saio fora de mão/Para mim parar de escrever é parar de bater/e parar de bater é parar de viver/e parar de viver é parar de viver. 

catarinacopy.blogspot.pt/

FOTOS (créditos)
Pedro Antunes
Pedro Antunes
Vanda Noronha