A sexta edição do Azores Burning Summer vai acontecer. Ao longo de quatro dias, entre 26 e 29 de agosto, na esplanada da Praia dos Moinhos no Porto Formoso – ilha de São Miguel – o eco-festival celebra a arte e a natureza com o público.

O Festival reúne música, cinema, debates, ecodesign e land art, num evento que tem como ponto alto a instalação luminosa Trinity. O primeiro dia de festival, 26 de agosto, abre com o DJ Set Matti, o concerto de Sara Cruz e a sessão de cinema na praia “Gipsofila”. No mesmo formato se seguem os restantes dias, sendo que a 27 de agosto marca presença o DJ Set Narco Paulo, o concerto dos Funny Caravan Jazz Quartet e ainda é exibido o filme “Pára-me de repente o pensamento”, de Jorge Pelicano. A 28 é a vez do DJ Nex e os Nordela Jazz Convenction subirem a palco, seguidos da apresentação do filme de João Pedro Plácido, “Volta À Terra”. Para encerrar o Festival, apresentam-se em paco o DJ Set Tape e os PMDS. O evento termina na praia com o filme “Baraka”.

Este festival diferencia-se pelo seu cariz ecológico, nomeadamente pelas boas práticas ambientais ao longo de todo o evento. A organização procura a redução do lixo e desperdício, promovendo melhores hábitos de consumo junto do seu público e despertando a consciência ecológica coletiva. O Azores Burning Summer consegui já atingir o zero desperdício e zero ruído visual, bem como evitar o desperdício de cerca de 75.000 copos descartáveis com a introdução do eco-copo reutilizável, entre 2016 e 2019.

“O Azores Burning Summer não se posiciona como um festival de música para massas mas sim como um evento de acesso equilibrado que liga a música à terra, e a arte à consciencialização ambiental. A escolha da praia do Porto Formoso para a realização do evento foi estratégica: o local é caracterizado por uma profunda beleza natural e uma dinâmica própria que tem marcado gerações, para além de permitir descentralizar a oferta cultural e de animação turística”, afirma a organização em comunicado.

Os bilhetes para esta edição estarão disponíveis a partir de 24 de Agosto (segunda feira) no Moinho Terrace Cafe (Porto Formoso), Tukatula (Ribeira Grande) e Livraria Solmar (Ponta Delgada). Serão disponibilizados apenas bilhetes diários, com lotação máxima de 150 pessoas.

O evento é organizado pela ARTAC – Associação Regional para a Promoção e Desenvolvimento do Turismo, Ambiente, Cultura e Saúde, uma associação sem fins lucrativos que se dedica à organização, produção e apoio de projetos nas áreas de turismo, ambiente, cultura e saúde.

Texto de Bárbara Dixe Ramos
Fotografia Festival Azores Burning Summer Trinity, via website

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.