A arquiteta portuguesa Mariana Pestana vai ser a curadora da 5.ª Bienal de Design de Istambul, que terá lugar naquela cidade turca entre os dias 26 de setembro e 08 de novembro de 2020, anunciou a organização.

Segundo a Fundação Istambul para a Cultura e as Artes (İKSV, na sigla original), a bienal irá beneficiar em múltiplos aspetos da “abordagem apaixonada” de Mariana Pestana, cujas “reflexões críticas sobre assuntos contemporâneos e questionamentos sobre futuros ficcionais são bastante intrigantes”.

“Acreditamos que ela dedicará toda a sua alma para fazer desta uma edição memorável, e que apreciará a oportunidade de expandir a abordagem colaborativa da Bienal de Design de Istambul”, acrescenta a organização, na sua página da internet.

Esta é a primeira vez que uma portuguesa ocupa o cargo de curadora da Bienal de Design de Istambul, sucedendo ao belga Jan Boelen, que comissariou a 4.ª edição.

Mariana Pestana trabalha entre o Porto e Londres e é uma das cofundadoras dos The Decorators, um coletivo interdisciplinar que faz intervenções colaborativas de caráter público e programas culturais. Com o coletivo assinou, entre outros projetos, um circuito expositivo no Walk&Talk 2019.

Os seus interesses pessoais residem na prática social crítica e no papel da ficção em imaginar futuros para uma era marcada pelo progresso tecnológico e por uma crise ecológica.

Anteriormente Mariana Pestana trabalhou como co-curadora das exposições O Futuro Começa Aqui, no Victoria and Albert (V&A) Museum, em Londres (2018), e no ArkDes – Centro Sueco de Arquitetura e Design (2019).

Foi também co-curadora da Eco Visionários: Arte e Arquitetura Após o Antropoceno, no MAAT (2018), em Lisboa, exposição coletiva que continua a viajar, estando atualmente no Matadero, em Madrid, e prevista para chegar à Royal Academy of Arts, em Londres, em novembro.

Em 2013 a arquiteta portuguesa trabalhou na Trienal de Arquitetura de Lisboa Close, Closer com a mostra “Realidade e outras ficções” e foi ainda curadora da exposição do V&A “This Time Tomorrow”, que levou ao Fórum Económico de Davos.

A carreira académica de Mariana Pestana levou-a a lecionar em instituições como a Central Saint Martins, o Chelsea College of Arts e o Royal College of Arts. Tem um doutoramento em Arquitetura pela Bartlett School of Architecture, também de Londres. Este ano está responsável pela curadoria da Prática de Ficção, o laboratório de jovens curadores para a Bienal de Design do Porto.

Iniciada em 2012, a Bienal de Design de Istambul tem como objetivos reunir uma grande diversidade de criadores desta área, fomentando a criatividade e o diálogo entre as comunidades criativa e académica. A bienal tem vindo a operar numa rede nacional e internacional, colaborando com agentes culturais, instituições, universidade e empresas.

Usando a cidade como um espaço dinâmico para projetos, ações e intervenções, o evento aborda os problemas globais do design, estimula a crítica e o debate, e explora aspetos menos falados relacionados com o quotidiano da sociedade.

Sabe mais sobre a Mariana Pestana, aqui.

Texto de Lusa e Carolina Franco
Fotografia de ian dooley disponível via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.