fbpx
Menu Grande Pesquisa
Carrinho0

Catarina Alves Costa é a cineasta em destaque do 11º Family Film Project

O Festival Internacional de Cinema de Arquivo, Memória e Etnografia Family Film Project dedica a sua 11ª edição ao trabalho de Catarina Alves Costa e volta ao Porto entre os dias 18 e 22 de outubro.

Fotografia da cortesia de Family Film Project

Assumindo a exploração da fronteira entre o público e o privado como foco, o Family Film Project pretende pensar a fusão entre o registo documental e a performatividade normalmente associada com a ficção. Este ano, além das habituais sessões competitivas, o programa apresenta conversas, uma oficina infantojuvenil e um filme-concerto.

O evento, que faz do Porto a sua casa desde 2012, reserva um espaço de destaque para realizadores renomados internacionalmente. Depois do sueco Ruben Östlund, a portuguesa Catarina Alves Costa é a homenageada do festival.

O dia de abertura divide-se entre o Coliseu Porto Ageas e o espaço Maus Hábitos, com as performances dos artistas Sérgio Leitão, Paulo Pinto, Bibi Dória e Ece Canlı, do ciclo Private Collection. Ainda a 18 de outubro, o filme Heróis do Mar (1949), de Fernando Garcia, ganha uma nova vida através da produção comunitária da Orquestra Filarmónica Gafanhense, que cruza a primeira ficção nacional com a música e o teatro.

Regresso à Terra (1992), Senhora aparecida (1994), Seda é um Mistério (2003) e O arquiteto e a cidade velha (2004) compõem a seleção das obras da cineasta e antropóloga distinguida, as quais serão exibidas nos cinemas Passos Manuel e Trindade. Uma masterclass gratuita da documentarista, sobre o processo de filmar no cruzamento da arte com a antropologia, está igualmente prevista para o dia 21 de outubro (inscrições, aqui). No dia a seguir, Catarina Alves Costa também participa de uma conversa com Humberto Martins.

Nuria Giménez e Peter Freund são outros realizadores que levam masterclasses ao festival. Estarão em foco, respetivamente, o processo criativo por trás da longa-metragem My Mexican Bretzel (2019) – em exibição no terceiro dia do evento – e o cinema generativo, cujos conteúdos visuais são parcialmente forjados por algoritmos informáticos – tema central de uma sessão especial a 22 de outubro.

Provenientes de 15 países diferentes, 21 filmes serão exibidos, entre os dias 19 e 21, nas sessões competitivas, divididas pelas temáticas Vidas e Lugares; Memória e Arquivo; e Ficção e Animação.

Antes do anúncio dos vencedores no encerramento, a programação oferece ainda uma oficina sobre a técnica de stop motion às crianças e jovens.

O Family Film Festival – Festival Internacional de Cinema de Arquivo, Memória e Etnografia decorre de 18 a 22 de outubro, em quatro locais da cidade do Porto. O passe-geral custa 10 euros (à venda no Cinema Passos Manuel) e as entradas individuais variam entre os três e os seis euros. O bilhete para o filme-concerto está disponível no Coliseu Porto Ageas e online, por oito euros, enquanto as performances têm acesso gratuito.

NO GERADOR ABORDAMOS TEMAS COMO CULTURA, JUVENTUDE, INTERIOR E MUITOS OUTROS. DESCOBRE MAIS EM BAIXO.

Já pensaste em tornar-te sócio gerador?

Ser Sócio Gerador é ter acesso à assinatura anual da Revista Gerador (4 revistas por ano), a descontos nas formações da Academia Gerador, passatempos exclusivos, experiências e vantagens na cultura.

A tua lista de compras
O teu carrinho está vazio.
0