Amanhã, pelas 19h30, sentamo-nos na Central Gerador para debater o Estacionário Português com os convidados Ana Almeida e o estúdio Bulhufas. Nesta conversa juntamos vozes que aliam a (im)perfeição dos cadernos feitos à mão à vontade de inovar e dar uma nova roupagem a um objeto a que parecemos dar cada vez mais valor por aquilo que representa.
 

Ana Almeida é formada em Ciências da Comunicação (variante de cinema) e em Direito pela Universidade Nova de Lisboa. Após um período a trabalhar em festivais de Cinema e estruturas culturais análogas, juntou-se à equipa d'A Vida Portuguesa sendo atualmente a responsável pela comunicação.

Bulhufas é um estúdio com base em Lisboa, especializado em projetos editoriais, livros feitos à mão e produtos de papelaria. Liderado por Leticia Burkardt e Tiago Casanova, ambos graduados em arquitetura, todos os produtos e projetos refletem essa experiência, seja na preferência por padrões geométricos e espaciais seja pela arquitetura e estrutura por trás da construção de cada livro.

Esta sessão integra-se na semana temática do estacionário, que parte da reportagem “A História do Estacionário Português escreve-se a lápis em cadernos que duram uma vida”, publicada na Revista Gerador 29. Da Emílio Braga à Viarco, a história do país quase se podia contar através de cadernos e lápis, a forma como resistiram ao tempo e representaram diferentes épocas.

O legado de marcas históricas, algumas delas ainda hoje vivas, ficou de tal forma enraizado na nossa cultura que deu espaço à desconstrução do estacionário por novas gerações. A sua produção pode não ser a tradição que logo associamos à cultura portuguesa, mas tem um legado inegável e que tem deixado marcas - literalmente.
A Central Gerador está aberta de quarta a sábado, entre as 18h e as 23h, e domingo das 15h às 20h. Fica atento ao Facebook e Instagram oficiais da Central Gerador para estares a par de todas as novidades :)

Onde fica a Central Gerador?

A entrada faz-se pela Rua Luis Pastor de Macedo, nas traseiras do edifício da Junta de Freguesia do Lumiar, pelo portão verde que estará aberto. A Central Gerador fica no Largo das Conchas, Casa da Cidadania, nº 5, Lumiar (Lisboa).

Créditos - Fotografia de Bárbara Monteiro